Prédio da Sony em Tóquio (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)
Más notícias para a Sony: a empresa Moody, que atua no ramo de investimentos, classificou a multinacional japonesa no menor nível de grau de investimento possível antes que ela atinja o “junk status” (“status lixo”, em tradução livre).

Segundo o site ZDNet, tal qualificação deixa a Sony em uma linha de risco, já que, no mundo dos negócios, quando uma empresa atinge esse status — também conhecido como “BB” —, qualquer investimento feito é de alto risco por padrão. Além disso, ao chegar em tal classificação, os planos para reestruturação e recuperação são altamente afetados.

A agência de classificação Moody já havia começado a diminuir o status da Sony em outubro, pois acreditava que as perspectivas da companhia japonesa continuavam negativas, mesmo com os esforços de reestruturação. Agora, caso a fabricante de eletrônicos perca mais um ponto, ela poderá encontrar muitas restrições no mercado de crédito.

Ainda segundo o relatório divulgado pela Moody sobre o assunto, sem uma reestruturação robusta da Sony nos próximos 12-18 meses, os serviços não financeiros da companhia conseguirão, no máximo, não dar prejuízo, correndo o risco de continuarem não sendo rentáveis.

Cupons de desconto TecMundo: