(Fonte da imagem: Reprodução/Android Advices)

Em meio à maior crise de sua história, a Sony pode ser forçada a abrir mão de sua lucrativa divisão de cinema para conseguir sobreviver aos tempos atuais, indicam rumores publicados pelo New York Post. Mesmo com os esforços do CEO Kazuo Hirai em reestruturar a empresa, as ações pertencentes a ela despencaram 28% desde que ele assumiu o cargo, no dia 26 de abril deste ano.

A divisão de cinema da companhia, gerenciada por Michael Lynton, possui um estúdio responsável pelo lançamento de produções de sucesso como “Homem-Aranha” e “007: Operação Skyfall”. Além disso, a companhia detém os direitos de séries consagradas como Seinfeld e programas como Happy Endings, atualmente transmitido pela rede de televisão norte-americana ABC.

Crise mais grave que a esperada?

Os rumores também apontam para uma possível venda da Sony Music, que atualmente ocupa o posto de segunda maior gravadora do mundo. Os negócios que envolvem o mundo do entretenimento correspondem a 17% das vendas da companhia japonesa, o que significa que, caso a intenção de vendê-las seja real, a crise que afeta a organização é ainda mais grave do que o esperado.

A empresa japonesa negou os rumores, afirmando que eles não passam do fruto de especulações do mercado. “A divisão de entretenimento da Sony não está à venda. Ponto”, afirmou Jim Kennedy, representante oficial da empresa.

Fonte: New York Post

Cupons de desconto TecMundo: