Conforme você já deve ter lido aqui e no Baixaki Jogos, a rede online da Sony foi novamente alvo de ataques hackers. Bem, embora não se saiba ainda ao certo como tudo ocorreu, a companhia tem uma teoria: não há ligação com as ocorrências que prostraram a PSN durante o último mês de abril.

A afirmação seria facilmente justificável: as informações utilizadas não poderiam ser as mesmas levantadas durante o ataque anterior, afirmou o presidente da Sony Online Entertainment, John Smedley, em entrevista ao site Gamespot. “Eu não estou dizendo que é impossível [que as informações tenham partido da Sony]. Só estou dizendo que, ao que parece, não é o caso mais provável.”

Segundo o executivo, a taxa relativamente baixa de sucessos do último ataque leva a crer que não se trata das mesmas informações levantadas pelo hack anterior da PSN. “É simples matemática. Existe uma percentagem bastante pequena de sucesso. Eles atacaram em grande número. Por isso, a matemática nos diz que não [se trata de informações provenientes da Sony].”

Smedley afirma ainda que a maioria das contas atacadas encontrava-se fora de uso. “Aquelas pessoas, em muitos casos, ainda não haviam feito sua mudança de senha. Demora algum tempo para que elas atentem para isso”, afirmou o executivo, recomendando em seguida que todos os membros da rede guardem bem suas senhas. O último ataque à PSN comprometeu cerca de 93.000 contas — percentagem relativamente baixa. Há suspeitas de que as informações tenham sido obtidas do banco de dados de outra companhia.

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: