A Sony vem lançando uma série de smartphones que provam que ela não está pra brincadeira. Depois de impressionar o mundo com sua linha de celulares Xperia Z, a fabricante resolveu projetar alguns modelos para atender a outros mercados, mas isso sem perder o charme e as qualidades únicas que só ela tem para oferecer.

O Xperia T2 Ultra Dual é um dos novos smartphones que focam em um segmento diferenciado. Este aparelho é a aposta da empresa para o mercado de consumidores que buscam um gadget com suporte para dois chips, mas que necessitam de uma tela gigantesca. É claro que estamos falando de um phablet que vem para bater de frente com o Nokia Lumia 1320 e o Galaxy Gran Duos.

As configurações de hardware deste smartphone são boas, a câmera é de alta qualidade e há até espaço para cartão micro SD. Com esses recursos e outras vantagens, a Sony espera conquistar a galera que gosta de um aparelho grande de alta qualidade, mas será que a empresa fez o dever de casa? Vamos conferir as especificações e os resultados dos benchmarks.

Especificações

Resultados de benchmark

Nota: os resultados acima são referentes aos testes com o aparelho Xperia T2 Ultra Dual. Por falta de dados dos concorrentes diretos, não foi possível construir um gráfico comparativo. O Nokia Lumia 1320 é um dos modelos que compete na mesma categoria, mas, por usar benchmarks diferentes, não é possível compará-los diretamente.

Design surpreendente

A reformulação no design de seus smartphones foi um importante passo para a Sony conquistar o consumidor que busca elegância acima de tudo. Os primeiros modelos que tiveram uma repaginada no visual foram os produtos mais robustos, mas, aos poucos, a empresa vem aproveitando alguns traços para seus demais celulares.

Ficamos impressionados quando pegamos o Xperia T2 em mãos e percebemos que ele era muito parecido com o Xperia Z2. As retas bem definidas, a traseira quase espelhada e os botões na lateral dão a sensação de que estamos trabalhando com um gadget de altíssima qualidade.

Apesar de ser gigantesco, este celular é leve, fino e muito elegante. A parte traseira acaba registrando todas as digitais, mas isso é um detalhe que dá pra relevar. O acabamento de plástico acaba não sendo a melhor opção, porém é compreensível a utilização deste material para baratear o custo total do produto.

Mesmo sendo uma questão de afinidade, ainda não conseguimos nos habituar aos botões laterais dos produtos da Sony. No caso deste gigantão, até faz sentido que eles fiquem do lado, pois fica mais fácil acessá-los — portanto, nesse caso, acreditamos que a empresa fez uma boa decisão em manter as teclas na lateral.

Algo que nos incomodou bastante foi a instalação da conexão de fones de ouvido e do slot para o cabo USB nas laterais. O cabo USB não é usado a todo momento, mas o posicionamento do acessório pode ser complicado quando o usuário possui um fone que possui conector reto.

Tela enorme com poucos pixels

O grande destaque deste smartphone é a tela. O display tem incríveis 6 polegadas e fica muito bem acomodado. O visor gigante é ideal para curtir games e aproveitar tudo que o Android tem a oferecer. Quem gosta de curtir vídeos do YouTube e do Netflix certamente vai adorar  essa característica.

Não é por ser de tamanho avantajado que o display deve ter seu desempenho prejudicado. Com a tecnologia Triluminous, a Sony conseguiu criar uma tela com as cores e o brilho na medida certa. O balanço entre brilho e contraste é equilibrado e as imagens são reproduzidas com fidelidade de cores.

O display grandão é bom para quem gosta de ver filmes no celular, mas a resolução de 720p não ajuda muito. Ela acaba mostrando alguns pixels, o que é ruim para quem busca qualidade acima de tudo. O problema, como você deve imaginar é a baixa densidade. Por outro lado, a resolução dá folga ao chip gráfico que pode apresentar melhor desempenho em diversos games.

Assim como todos os gadgets de tamanho avantajado, o Xperia T2 Ultra Dual não é ideal para manusear com uma mão. Para contornar parte do problema, a Sony criou um recurso que ajuda nesse sentido. Ao clicar duas vezes sobre o ícone home, o menu de notificações é arrastado para baixo, facilitando o acesso às configurações.

Hardware quase lá

Apesar de trazer um processador de quatro núcleos, o Xperia T2 Ultra Dual não é um produto top de linha. A CPU e o chip gráfico instalados neste aparelho são de desempenho intermediário, por isso já não esperávamos resultados surpreendentes.

De fato, a experiência geral com o produto é satisfatória. O sistema roda tranquilamente, mas algumas animações exibem rastros, há alguns atrasos para carregar widgets e determinados apps podem demorar em abrir.

Na verdade, o hardware é bom, mas a pequena quantidade de memória RAM (ele vem com apenas 1 GB, o que é pouco para os padrões atuais) acaba atrapalhando. Manter múltiplos apps abertos pode ser um problema, até porque o sistema ocupa praticamente metade da memória disponível.

A pequena quantidade de espaço para guardar apps e jogos também atrapalha. O Xperia T2 tem 8 GB de memória de armazenamento — o que seria suficiente —, mas somente 4 GB estão disponíveis para o usuário. É um espaço bom para quem vai usar apenas alguns apps básicos, mas a questão é que muitas pessoas gostam de instalar jogos, o que acaba sendo complicado quando há pouco espaço.

Parte do problema na limitação do armazenamento é dos apps e jogos que vêm instalados e não podem ser removidos. Os apps da Sony até que ocupam pouco espaço e não atrapalham muito, mas o pior é ter alguns títulos de fábrica que não podem ser removidos. O celular até traz alguns games interessantes, incluindo Need for Speed Shift. O problema é que os jogos são demonstração e não podem ser retirados. Uma grande mancada!

Bom, na hora de rodar games, este Sony até que faz bonito. Conseguimos jogar Need for Speed Most Wanted, Minion Rush e Batman sem problemas. O desempenho não é excelente, mas o aparelho não engasgou muito. Houve alguns jogos em que presenciamos alguns bugs, porém com uma simples reinicialização foi possível corrigir os problemas — portanto, podemos concluir que foi algo incomum e que não deve acontecer no dia a dia.

Câmera muito boa

A câmera do T2 é um dos pontos fortes. Para acessá-la, basta usar o botão físico que fica na lateral do aparelho (é preciso segurar o botão por dois ou três segundos). Com capacidade para registrar fotos de até 13 MP e gravar vídeos em Full HD, ela pode ser útil a todo momento.

O flash quebra um galho e as configurações gerais geram bonitas fotografias. A interface do app de câmera é organizada e encontrar as opções é bem fácil. O diferencial é o modo inteligente, que tem uma enormidade de filtros. Eles servem para enfeitar a imagem com borboletas, dinossauros, duendes, peixinhos e muito mais. Além disso, é possível simular o efeito de lentes especiais e criar fotos em modo panorama.

A qualidade das imagens fica excelente, mas ficamos preocupados com a demora excessiva para o processamento das fotografias. Às vezes, o celular fica pensando por alguns segundos e uma pequena tremida pode obrigar uma segunda captura da imagem.

Bateria e som no capricho

A bateria do Xperia T2 é impressionante. Mesmo usando WiFi e deixando a tela ligada por muito tempo, a bateria dura facilmente um dia. Os recursos especiais da Sony também ajudam, garantindo um tempinho extra de energia quando o nível de carga está baixo.

Em nosso teste-padrão, de reprodução de vídeo (com WiFi e brilho de tela em 50%), a bateria mostrou bons resultados. É possível usar o smartphone por quase 8 horas antes que a energia acabe, ou seja, dá pra assistir quase quatro filmes sem precisar procurar uma tomada.

O áudio deste smartphone é outro ponto que merece destaque. O sistema sonoro tem um bom nível de volume e garante a reprodução quase perfeita de todos os tipos de som. Como é de se esperar, os graves são limitados, mas ainda ficamos satisfeitos com os alto-falantes do aparelho.

Vale a pena?

O Xperia T2 impressiona pelo visual, mas depois de usar o produto por alguns dias podemos dizer que ele não é tudo aquilo que esperávamos. Ele se sai muito bem nas tarefas do dia a dia, porém há algumas questões que você deve levar em conta se você está cogitando adquirir este smartphone.

A tela gigantesca é realmente boa, pois conta com uma tecnologia que reproduz cores vibrantes e tem um bom nível de brilho. Contudo, a resolução deixa a desejar, visto que ela revela facilmente os pixels. Esse é um ponto que já foi modificado no sucessor, o Xperia T3. O novo modelo vem com tela menor e, consequentemente, densidade maior de pixels. Para conferir mais informações sobre o Xperia T3 clique aqui.

Ainda que a tela incomode um pouco (e não estamos falando do tamanho, pois isso é muito relativo à necessidade do consumidor), há alguns senões que nos impedem de recomendar a compra deste produto. A falta de memória RAM e o pequeno espaço para instalar apps e jogos são os piores problemas, visto que tais limitações causam impacto direto no dia a dia.

Felizmente, este Sony tem uma boa câmera e bateria que compensam alguns deslizes. Aliás, nesses quesitos, devemos parabenizar a fabricante. De qualquer forma, considerando que o Xperia T2 custa R$ 1.299, acreditamos que esta não seja a melhor opção para quem quer um smartphone grandão, ainda mais com concorrentes como o Nokia Lumia 1320 em uma faixa de preço similar.

Claro, no fim das contas, a decisão cabe a você, que deve avaliar as especificações do produto e ver se ele oferece o que você precisa.

Cupons de desconto TecMundo: