A Microsoft está trabalhando em uma tecnologia que, assim como no famoso filme Minority Report, será capaz de prever crimes do futuro, incluindo quais criminosos devem voltar à cadeia até seis meses após serem soltos – e eles nem vão precisar de um trio de humanos com superpoderes mentais para isso.

Obviamente, o software não é realmente capaz de analisar o que vai realmente ocorrer no futuro: tudo o que ele faz, na verdade, é determinar o que é mais provável de acontecer. Para tal, ele usa todas as informações que estiverem disponíveis para calcular as probabilidades – no caso de criminosos, por exemplo, quaisquer dados relacionados a atividades criminosas desempenhadas por ele.

Essas não são as únicas informações levadas em consideração pelo software da Microsoft.“O criminoso tem afiliação com alguma gangue? Eles são parte de um programa de reabilitação? Quantas violações eles têm na cadeia? Quantas horas na segregação administrativa? Coisas assim”, exemplificou Jeff King, um gerente de programação sênior da Microsoft, em um webcast que participou com departamentos de polícia dos EUA.

É importante avisar que essa ainda é uma tecnologia em desenvolvimento, apenas. Embora a empresa já tenha criado uma prova de conceito para ela, usando como base a população carcerária, não há previsão de que ela realmente saia dos testes em que está participando, nem que tipos de informações ela será capaz de prever – e muito menos se ela vai chegar ao público em algum momento.

Em que áreas o software de previsão da Microsoft seria útil? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: