Ex-programador da Microsoft diz que Linux é mais seguro que Windows

1 min de leitura
Imagem de: Ex-programador da Microsoft diz que Linux é mais seguro que Windows
Imagem: SP.com/Reprodução
Avatar do autor

David Plummer, um desenvolvedor aposentado da Microsoft, disse que o Linux é mais seguro do que o Windows. A declaração foi dada em um vídeo divulgado por ele, no último sábado (6), no YouTube.

O especialista justificou a visão argumentando sobre pontos como o número de usuários do sistema operacional da Microsoft. Ele argumenta que a maior inserção no mercado acaba fazendo com que o software vire um “alvo muito mais atraente” para os criminosos.

Plummer também lembrou que a maioria dos usuários do Windows utiliza todas as funções de administrador. Isso significa que qualquer clique acidental em aceites de programas suspeitos pode gerar um grande problema.

“Se eu recebo uma resposta de acesso negado, pelo menos eu paro para pensar sobre o porquê o acesso foi negado”, argumentou ele sobre a liberação geral de acessos que a maioria dos usuários possui.

Apesar de considerar o Linux mais seguro, o ex-desenvolvedor ressaltou que o sistema operacional também possui problemas. De acordo com ele, o código aberto acaba sendo mais vulnerável a explorações do que softwares fechados. “É mais fácil descobrir onde os bugs devem ser explorados”, justificou.

Plummer está realizando uma série de vídeos sobre esse que é um dos confrontos mais famosos entre os programadores. Nesse primeiro vídeo, o Linux “ganhou a briga”, que tinha como temática sistemas proprietários versus softwares livres.

Ex-programador da Microsoft diz que Linux é mais seguro que Windows