Google Meet dá mais poderes a professores e conexão com o Classroom

1 min de leitura
Imagem de: Google Meet dá mais poderes a professores e conexão com o Classroom
Imagem: Google Meet
Avatar do autor

A Google anunciou algumas novas funções para o Google Meet, a plataforma de videoconferência da empresa que ganhou bastante popularidade durante a pandemia da covid-19 como alternativa para reuniões, aulas ou conversas casuais.

O primeiro novo recurso é um poder adicional aos professores que utilizam a plataforma. Em breve, eles terão a capacidade de encerrar chamadas para remover da ligação todos os usuários, para que ninguém fique na sala depois do horário. Para evitar interferências, barulhos domésticos ou conversas paralelas, eles também podem "mutar" todos os participantes de uma só vez e até controlar se os estudantes podem controlar o botão de religar o microfone.

Ainda a respeito das atuações de professores, recursos de moderação serão adicionados ao Google Meet para tablets e smartphones, incluindo o controle do compartilhamento de tela e da entrada na sala.

Mais controles aos professores.Mais controles aos professores.Fonte:  Google Blog 

A aguardada integração entre o Meet e a plataforma de ensino Google Classroom foi confirmada ainda para 2021. A partir dela, será mais fácil reunir a turma inteira em uma chamada pré-programada, além de compartilhar materiais com os alunos.

Para os estudantes, a principal novidade é a adição de reações em forma de emoji. A ideia é que os alunos "comentem" com sentimentos a aula, sem interromper o conteúdo.

Reações com emojis.Reações com emojis.Fonte:  Google Blog 

Segundo a Google, melhorias em privacidade, segurança e qualidade das videochamadas também foram ampliadas. A lista completa de novidades está listada (em inglês) no blog de educação da empresa.