Blockchain: quais são as linguagens de programação envolvidas?

2 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: Blockchain: quais são as linguagens de programação envolvidas?
Avatar do autor

Equipe TecMundo

@tec_mundo

Embora tenha nascido junto com o Bitcoin, o Blockchain possui outras aplicações que não estão ligadas às criptomoedas. Esse sistema de blocos encadeados pode ser usado em outras indústrias para garantir a confiabilidade de transações, o que chama a atenção de profissionais que almejam trabalhar com essa tecnologia.

E quais são as linguagens de programação envolvidas no funcionamento do Blockchain? Essa é uma pergunta importante a ser respondida para ajudar aqueles que desejam trabalhar com essa tecnologia.

Funcionamento do Blockchain

BlockchainEntenda como funciona a tecnologia do Blockchain. (Fonte: Shutterstock)

O nome "Blockchain" faz referência a uma cadeia de blocos que estão interligados e são dependentes um do outro. Em cada um deles, informações são armazenadas, mas o que torna essa solução única é o fato de que cada bloco não armazena apenas suas próprias informações, mas também as do bloco anterior a ele. Esse conjunto de dados é o que chamamos de hash.

A confiabilidade do Blockchain ocorre pelo fato de que não é possível alterar ou remover informações de um bloco sem prejudicar a cadeia toda. É por isso que essa tecnologia é usada para validar transações financeiras e pode ser utilizada em outros segmentos que precisam dessa inviolabilidade.

As linguagens do Blockchain

BlockchainAs linguagens de programação envolvidas com o Blockchain. (Fonte: Shutterstock)

Nós já entendemos que o Blockchain tem um grande potencial, mas como estar preparado para aplicar essa tecnologia? Uma boa ideia é estar familiarizado com as linguagens de programação que são utilizadas em projetos envolvendo o Blockchain.

As principais linguagens para se aprender são:

C++

O Bitcoin, a primeira implementação do Blockchain, foi inicialmente desenvolvido tendo como base o C++. Essa é uma boa escolha de linguagem de programação por conta de seu controle eficiente de memória, capacidades multi-threading e recursos avançados para orientação a objetos.

Java

Uma das únicas alternativas da indústria que pode rivalizar com o C++ é o Java, principalmente por conta da similaridade com que as linguagens lidam com a orientação a objetos. Além disso, o Java possui uma vasta comunidade de aplicações e plataformas de terceiros que dão suporte ao seu ecossistema.

Solidity

A linguagem de programação que mais cresce nas aplicações de Blockchain é a Solidity. Essa alternativa foi criada tendo em mente os contratos inteligentes e desenvolvida pelo time por trás do Ehtereum, a plataforma open source mais popular de Blockchain. Essa linguagem resolve a maioria dos problemas únicos enfrentados pelos desenvolvedores que se aventuram nessa nova tecnologia.

Python

A escolha de muitos profissionais que estão aprendendo a programar também é uma excelente opção para quem está entrando no universo do Blockchain. Embora a linguagem possa apresentar problemas ao lidar com operações de criptografia mais complexas, o Python dá aos desenvolvedores a habilidade de criar protótipos de suas ideias rapidamente. Outra vantagem é a grande quantidade de suporte open source, com uma variedade gigantesca de plugins e bibliotecas para praticamente qualquer problema que você possa encontrar.

Outras linguagens de programação

Além dessas 4 opções, outras linguagens de programação podem ser mencionadas. Se você já domina todas as alternativas acima, ou quer aprender outras sugestões, aqui vai uma lista para você:

  • Ruby

  • SQL

  • Go

  • C#

  • JavaScript

  • Simplicity

  • Rust

  • Rholang

  • Erlang

  • CX

  • PHP

  • Vyper

  • Scilla

...

Quer ler mais conteúdo especializado de programação? Conheça a IBM Blue Profile e tenha acesso a matérias exclusivas, novas jornadas de conhecimento e testes personalizados. Confira agora mesmo, consiga as badges e dê um upgrade na sua carreira!

Blockchain: quais são as linguagens de programação envolvidas?