Os 5 principais motivos para usar o Node-RED agora

5 min de leitura
Patrocinado
Imagem de: Os 5 principais motivos para usar o Node-RED agora
Avatar do autor

Equipe TecMundo

@tec_mundo

Por Steve Perry

Você provavelmente já ouviu falar do Node-RED. Sabe aquela ferramenta superincrível, que opera em navegadores, arquiteta os fluxos e conecta os nós para integrar facilmente dispositivos IoT com aplicativos? Sim, essa mesma.

Talvez você tenha pensado em usá-la, talvez não.

Nesta postagem, mostrarei os cinco principais motivos pelos quais você deve usar o Node-RED em seus aplicativos. Agora mesmo.

#1 – Desenvolvido em um stack de tecnologia confiável e efetivo

Node.js

No núcleo do Node-RED está o Node.js, que, como você sabe, é um runtime do JavaScript e que possui o maior ecossistema de componentes de código aberto do universo (ok, eu acrescentei a última parte, mas é o maior do mundo). Por conta disso, é maduro, possui uma comunidade ativa e MUITAS pessoas o estão usando.

Por ser maduro e tão utilizado, você pode confiar que ele irá funcionar. Mas não aceite minha palavra como garantia. Pergunte ao PayPal. Ou à Netflix. Ou ao Walmart (eu poderia continuar).

Javascript

Ok, então Node.js significa JavaScript, certo? Claro, mas isso não é uma coisa ruim. Ame ou odeie, o JavaScript existe desde SEMPRE e, encaremos os fatos, não irá a lugar algum.

Eu já o utilizei e admito que relutei no começo, mas, apesar de suas peculiaridades, ele funciona. Além disso, é fácil de aprender e de usar e é potente. Existem várias razões (clique aqui para conhecer cinco delas) para se usar o JavaScript. 

Navegadores

Um navegador é, tecnicamente, parte de um stack de tecnologia? Não sei, talvez eu esteja me concedendo liberdades criativas aqui. Mas faço isso para enfatizar o seguinte: escrever GUIs (sigla de Interface Gráfica do Usuário em inglês) é difícil, principalmente as boas como as que você e eu escrevemos.

Quando você consegue combinar um pouco de marcação (HTML/CSS), um pouco de código (JavaScript) e uma pitada de metadados (JSON) e obter uma interface de usuário com uma aparência bastante nítida, então isso vale a pena ser abordado.

Ah, e os navegadores são universais. Você gosta do Safari? Ótimo! Firefox? Sensacional! Chromium? Opera? Todos são bem-vindos (sim, até mesmo você, Chrome).

#2 – JSON – muito melhor do que XML

O que há de errado com XML

Eu não sou fã de XML. O XML é incrivelmente flexível, poderoso e expressivo, mas não gosto dele porque pode ser facilmente manipulado e transformado em uma enorme pilha de metadados de aplicativos que são muito difíceis de ler.

Quando um desenvolvedor de aplicativos cai nas mãos do "vamos descrever TODOS os nossos metadados em XML!", não há como convencê-lo do contrário. Ele está enfeitiçado. Determinado a transformar a configuração do aplicativo em um emaranhado louco de nós (geralmente antes de deixar a equipe, ou pior, a empresa).

Metadados melhores

O Node-RED utiliza JSON (ou seja, JavaScript Object Notation) para descrever seus metadados. Não existe XML aqui. O JSON pode ser distorcido? É óbvio que sim, mas, em minha sincera opinião, é mais difícil e é simplesmente mais fácil de ler do que XML.

#3 – Visualize a borda (da rede)

A programação baseada em fluxo é legal

O que diabos é "programação baseada em fluxo" (FBP)? É apenas um jeito superlegal de visualizar a funcionalidade de um aplicativo. Criada na década de 1970 por J. Paul Morrison para um banco canadense, a FBP é uma maneira diferente de pensar em programação, que divide o problema em dados, em processos que operam nesses dados e na rede que conecta tais processos.

Os processos são agrupados em um fluxo para cumprir um objetivo. Da mesma forma, os fluxos podem ser logicamente agrupados para atingirem objetivos de ordem superior, e assim por diante. Dados entram e dados saem.

E, sem surpresa alguma, a FBP se revela bastante apropriada para a programação visual. Então você pode desenhar códigos. Sim. Desenhar. Códigos. Que funcionam. Isso não é incrível?

Vida nas bordas

Que bordas? Ah, a borda da rede (edge). Sim, é onde muitas das inovações acontecem. Por quê? Porque é aí que muitos dados estão sendo criados. Um montão deles. O tempo todo. Dados de sensores, câmeras e de GPS de dispositivos móveis, como telefones e dispositivos vestíveis. E nem me faça mencionar todos os dados de carros autônomos (eles estão chegando, acredite).

Precisa inovar usando todos esses dados? Bem, meu amigo, essa é a "vantagem" e é aí que brilha o Node-RED.

De que forma? Já que o Node-RED foi projetado e construído pela equipe da IBM Emerging Technology Services como uma maneira de visualizar o envio e o recebimento de mensagens MQTT (Transporte de Telemetria da Fila de Mensagens) de e para dispositivos de hardware, a conexão do hardware, bem como seus fluxos de dados aos aplicativos é feita em DNA do Node-RED. Se você precisa criar um protótipo para demonstrar sua ideia, por que não usar um que foi projetado para a borda?

#4 – Não é um brinquedo

Então você construiu um protótipo no Node-RED e seu cliente está impressionado. E agora?

Agora você constrói esse protótipo para criar o produto final, é claro. Mas continue no Node-RED! Se o que você precisa criar é uma única função nova, uma coleção de novas funcionalidades ou um aplicativo inteiro do navegador ao banco de dados, o Node-RED te atenderá perfeitamente, do protótipo à produção.

E se você não conseguir encontrar um componente para atender às suas necessidades dentre os milhares que estão disponíveis gratuitamente, pode escrever o seu!

Confira o Node-RED Starter na IBM Cloud, por exemplo; isso guiará o seu caminho rumo à criação de grandes funcionalidades.  

#5 – Não é apenas para a IoT

O Node-RED permite a criação de funcionalidade ao conectar fluxos de dados entre nós utilizando um navegador. E ganhou enorme popularidade no espaço da IoT, modelando bits de funcionalidade de aplicativos entre dispositivos de IoT, como sensores, câmeras e roteadores sem fio.

No entanto, o Node-RED é muito mais do que uma tecnologia de IoT (se você estiver se sentindo criativo). Existem ZILHÕES de nós prontos no site flows.nodered.org. Mas e se você não gostar deles? Codifique o seu!

A questão é que um nó é um bloco de códigos que pode fazer praticamente o que você quiser. Precisa ler alguns dados do Twitter? Feito. Precisa analisar um tweet por meio de um programa de sentimentos para verificar se o tweet está feliz, triste ou indiferente? Feito. Precisa ler dados de um formulário da internet? Feito também. Executar uma função sem servidor rodando no OpenWhisk? Feitíssimo.

Você entendeu a mensagem. Ele é SUPER flexível. E poderoso.

Confira todo o conteúdo excelente do Node-RED no IBM Developer para descobrir seus próprios motivos para começar a utilizá-lo ainda hoje.

...

Quer ler mais conteúdo especializado de programação? Conheça a IBM Blue Profile e tenha acesso a matérias exclusivas, novas jornadas de conhecimento e testes personalizados. Confira agora mesmo, consiga as badges e dê um upgrade na sua carreira!

Os 5 principais motivos para usar o Node-RED agora