Android 11 quer impedir que fabricantes 'matem' apps em 2º plano

1 min de leitura
Imagem de: Android 11 quer impedir que fabricantes 'matem' apps em 2º plano
Imagem: Android Police
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Fabricantes como Xiaomi, Huawei e Samsung usam customizações do Android que limitam intensamente aplicativos em segundo plano, o que pode prejudicar a usabilidade de certos serviços. Para contornar esse problema que "mata apps" para priorizar a energia, a Google promete trazer novas funções no Android 11 que darão mais poder aos usuários.

Em uma sessão de perguntas no Reddit, os engenheiros da Google comentaram sobre as soluções que estarão presentes no Android 11 para garantir que apps não sejam desabilitados pelas customizações de fabricantes. Segundo o time do sistema operacional, as novidades incluem opções para o usuário e também desenvolvedores.

Fonte:  Android Authority 

De acordo com a equipe do Android, o usuário terá opções para sobrepor as decisões tomadas por softwares de gerenciamento de energia das interfaces customizadas. Assim, quando um app for desabilitado de maneira prejudicial à experiência de uso, uma notificação aparecerá e trará a opção de torná-lo funcional novamente.

Já os desenvolvedores receberão mais ferramentas para identificar problemas em seus softwares que podem levar a conflitos com o sistema operacional. Uma nova API do Android 11 promete entregar mais detalhes sobre o comportamento das interfaces customizadas para o SO, facilitando a vida das equipes de criação de aplicativos.

Fonte:  Android Authority 

Outra medida tomada pela Google será o fim de uma lista de apps privilegiados que são imunes e sempre podem rodar em segundo plano. Atualmente, o Android evita que grandes aplicativos como WhatsApp sejam desabilitados pelas interfaces customizadas, o que é considerado injusto por desenvolvedores menores.

Os engenheiros da Google também esclareceram que as novas medidas não abrirão portas para apps mal intencionados. Segundo a equipe responsável pelo Android 11, o sistema receberá "medidas extras de prevenção contra comportamento abusivo de aplicativos."

O Android 11 está em fase de desenvolvimento beta atualmente e deve chegar ao mercado em sua versão final entre setembro e outubro, quando a Google deve lançar o Pixel 5.

Imagem: Smartphone Samsung Galaxy S20, 128GB
Imagem: Tecmundo Recomenda

Smartphone Samsung Galaxy S20, 128GB

O Galaxy S20 vem com câmera quadrupla de até 64MP para captar fotos e vídeos de alta qualidade, 8 GB de RAM para um sistema rápido e vários outros recursos que só um celular premium oferece.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Android 11 quer impedir que fabricantes 'matem' apps em 2º plano