Android 11: as principais novidades do novo Android

3 min de leitura
Imagem de: Android 11: as principais novidades do novo Android
Imagem: Google/Divulgação
Avatar do autor

A primeira prévia de desenvolvedores do Android 11 foi lançada no final de fevereiro, e uma segunda versão chegou agora em março. Essa atualização trata de novas tecnologias como 5G, telas dobráveis, maiores taxas de atualização em displays, aprendizado de máquina e, tão importante quanto, segurança e privacidade.

A compatibilidade ainda é limitada a dispositivos da linha Pixel (2/2 XL, 3/3 XL e 3A, 4/4 XL) e nenhum usuário final deve instalar essa build. Isso porque ela é destinada apenas a desenvolvedores, para que testem os novos recursos, APIs e tornem seus aplicativos compatíveis. A estimativa de lançamento da versão final é apenas para meados de junho.

Calendário de atualizações do Android 11 indica que betas públicos devem ser lançados a partir de maio.Calendário de atualizações do Android 11 indica que betas públicos devem ser lançados a partir de maioFonte:  Android/Google 

O Google também vem trabalhando para tornar as atualizações mais rápidas. A ideia é dividir o sistema e lançá-lo via Google Play, algo que seria providencial para o Android.

Mas, enquanto nada disso chega a nós, meros mortais, separamos algumas das principais novidades que o Android 11 trará em termos de usabilidade.

1. Gravação nativa de vídeos da tela

A primeira novidade, que definitivamente não é uma novidade para smartphones, é a capacidade de gravar a tela do seu dispositivo de forma nativa. Esse recurso apareceu de forma discreta em betas do Android 10, mas agora volta com um atalho na Central de Notificações.

Função nativa para gravação de tela aparece em menus do novo Android 11.Função nativa para gravação de tela aparece em menus do novo Android 11Fonte:  Wellington Arruda/TecMundo 

Esta novidade funciona bem e não sentimos atrasos na interface durante as gravações. Ainda há alguns bugs, como na função de transcrição para gravações. Já que o microfone pode ser ativado, o Google também adicionou essa função extra.

O botão de transcrição aparece abaixo dos controles de volume. Esta novidade apareceu pela primeira vez no aplicativo de gravação de áudio do Google, mas agora pode ser usada como legenda (em inglês) quando você estiver assistindo algo.

2. Gestos de navegação

Os gestos de navegação estão se tornando um padrão interessante. Comparando essa versão do Android 11 com o Android 10, eles parecem mais sutis, mas a mecânica é a mesma. Aqui, você também pode escolher a navegação por dois ou três botões.

Outro gesto que pode ser útil é o de virar a câmera balançando o celular, como nos dispositivos da Motorola. Essa é outra novidade bem pequena, mas que pode chegar para mais dispositivos Android no futuro.

3. Interface geral

Essa aqui é legal. Se você recebe muitas notificações, o sistema passa a separá-las por áreas. Além das importantes, há as notificações silenciosas, que são mais recorrentes e de aplicativos que não são abertos com muita frequência.

O tema escuro agora foi estendido para mais áreas do sistema operacional. A novidade, além disso, é que ele pode ser programável no anoitecer ou amanhecer, ou em horários específicos.

O 'Tema escuro', que altera a interface do sistema, agora poderá ser programável.O 'Tema escuro', que altera a interface do sistema, agora poderá ser programávelFonte:  Wellington Arruda/TecMundo 

Uma mudança de interface que pode interessar muita gente são as "bolhas de conversa". É, basicamente, a mesma bolha de atalho do Messenger, só que agora para mais aplicativos de conversa.

O menu de compartilhamento agora volta a permitir fixar novos aplicativos. A novidade havia chegado no Android 7 Nougat, sumiu no Android 10 e aparece, novamente, no Android 11. Isso permite ajustar seus próprios apps na hora de compartilhar imagens e outros arquivos rapidamente.

As mudanças visuais foram bem poucas, de fato. Mas o Google agora permite selecionar temas de forma mais simplificada, o que inclui mudanças nos ícones, fontes, cores e mais.

4. Privacidade e permissões

Novos ajustes de privacidade foram adicionados no Android 11. Agora, aplicativos que usam sua localização não terão acesso ao GPS em segundo plano, a menos que você permita isso nas configurações.

Ainda sobre a sua localização, agora é possível escolher permitir que um aplicativo específico acesse a sua localização apenas naquela vez que você usará.

Localização para aplicativos poderá ser concedida apenas uma única vez no Android 11.Localização para aplicativos poderá ser concedida apenas uma única vez no Android 11Fonte:  Wellington Arruda/TecMundo 

Bom, estas são algumas novidades da prévia de desenvolvedores do Android 11. Nós usamos um Pixel 3 para fazer os testes, mas muitas funções também são exclusivas do Pixel 4. Aliás, nem tudo o que estamos vendo aqui pode, de fato, chegar na versão final.

Existem também mudanças menores, como um melhor controle do modo avião. Se você estiver usando um fone Bluetooth e ativar este modo, apenas as conexões serão desativadas e sua música continuará tocando.

Lá no menu de bateria também encontramos uma opção de "Compartilhamento de bateria", que serve para carregar outros dispositivos conectados via USB. Talvez em um próximo Pixel essa função seja para carregar outros dispositivos, como acontece com os Galaxy S10/S20.

Android 11: as principais novidades do novo Android