Android 11 pode retirar limite de 4 GB para gravações em vídeo

2 min de leitura
Imagem de: Android 11 pode retirar limite de 4 GB para gravações em vídeo
Avatar do autor

O Android é conhecido por ser aberto e customizável, mas o sistema operacional possui uma barreira quando o assunto é gravação de vídeo: desde 2014, os arquivos capturados por celulares baseados na plataforma não podem ter mais de 4 GB. Em 2020, com a chegada do Android 11, essa regra finalmente pode mudar.

O pessoal do XDA Developers encontrou indícios na versão de código aberto do Android mostrando que o limite de tamanho de arquivos pode ser retirado. Segundo o site, durante os primeiros testes feitos pela Google, a empresa conseguiu salvar vídeos gravados com até 32 GB, e em alguns casos foi possível manter arquivos que tomavam todo o armazenamento do smartphone.

Xiaomi Mi Mix 10 possui câmera de 108 MP e suporte para vídeos em 4K, mas não faz arquivos maiores que 4 GB. (Fonte: Android Pit/Reprodução)

A limitação de tamanho de arquivos gravados pela câmera de celulares Android foi introduzida pela Google há cerca de cinco anos, época em que os dispositivos móveis ainda não possuíam grande quantidade de armazenamento. Além disso, as câmeras com suporte para 4K começaram a entrar no mercado de smartphones, gerando arquivos grandes e que poderiam pegar boa parte da memória do aparelho em questão de minutos.

Mais memória e chegada do 8K

Atualmente, porém, o armazenamento não é uma barreira para celulares mais potentes. Como muitos smartphones que possuem câmera 4K são vendidos em opções com mais de 128 GB de memória interna e chegam a até 1 TB, a limitação acaba atrapalhando usuários, principalmente criadores de conteúdo. Segundo estima o XDA Developers, um vídeo capturado em Ultra HD e 30 quadros por segundo com o Pixel 4 precisa de apenas 12 minutos de gravação para atingir o teto de 4 GB imposto pelo sistema operacional.

Atualmente, vídeos longos gravados em 4K são "parcelados" em vários arquivos no Android. (Fonte: XDA Developers/Reprodução)

Além do armazenamento interno dos smartphones não ser mais um problema, a mudança no limite de tamanho para arquivos gravados pode estar ligada aos novos padrões de imagem chegando aos dispositivos móveis. Segundo o Gizmochina, empresas como Xiaomi e Samsung devem lançar celulares com câmeras 8K durante 2020. Como os arquivos capturados na resolução são ainda maiores que os vídeos em 4K, o teto de 4 GB disponível atualmente no Android seria batido rapidamente.

Se a Google seguir os seus padrões, o Android 11 deve começar a ser testado já no primeiro trimestre do ano que vem, quando saberemos algumas das funcionalidades que devem aparecer no sistema operacional. O lançamento da versão final do SO, porém, só deve acontecer no fim de 2020.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Android 11 pode retirar limite de 4 GB para gravações em vídeo