Google testa bloqueador de anúncios suspeitos no Chrome

1 min de leitura
Imagem de: Google testa bloqueador de anúncios suspeitos no Chrome
Avatar do autor

A Google em breve deve bloquear anúncios do Chrome que possam interferir no desempenho do PC, consumo de bateria ou rede de acesso à internet. Para isso, a companhia está testando uma nova ferramenta chamada “Heavy Ad Intervation” — ou “Intervenção Pesada de Anúncios”, em tradução livre —, disponível para os sistemas operacionais mais usados, como: Windows, Mac, Linux, Chrome OS e Android.

O recurso irá bloquear, por exemplo, scripts de propagandas ligadas à mineração de criptomoedas, imagens de maior extensão, vídeos com reprodução automática, dentre outros. Segundo a companhia, esses elementos atrapalham a experiência cotidiana na web, ao tornar todo o processo de navegação mais lento e reduzir a eficiência energética de dispositivos móveis.

Dessa forma, a Google deve percorrer os mesmos caminhos de concorrentes, como o Mozilla Firefox e Microsoft Edge baseado no Chromium. Afinal, em ambos já existem configurações semelhantes.

“Heavy Ad Intervation” irá bloquear anúncios de imagens e vídeos pesados no Chrome. (Fonte: Pixabay)

Menos anúncio, menos receita

O tipo de propaganda mencionado seria responsável por diminuir o nível de interesse dos usuários quanto a anúncios de modo geral, inclusive aqueles de empresas de confiança e com potencial de gerar mais receita à Google.

Esse padrão ainda ampliaria o interesse nos bloqueadores de anúncios, que deixam de exibir qualquer tipo de publicidade online e, portanto, interferem em parte dos negócios da gigante das buscas e parceiros.

Quem quiser testar o “Heavy Ad Intervation”, deverá ter a versão mais recente do Chrome Canary, edição experimental do navegador principal para desenvolvedores. Em seguida, bastará acessar este link do Github (em inglês) para ativá-la. Após o período de testes, a Google deve lançá-la em atualização pública para o Chrome 80.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google testa bloqueador de anúncios suspeitos no Chrome