Criadora do TouchPal é banida da Play Store após anúncios indevidos

1 min de leitura
Imagem de: Criadora do TouchPal é banida da Play Store após anúncios indevidos
Avatar do autor

A desenvolvedora chinesa de aplicativos CooTek foi banida da Play Store e de plataformas de anúncios pela Google por violação de políticas de publicidade. A companhia tem sede em Xangai e é conhecida principalmente pelo desenvolvimento de aplicativos de teclado TouchPal.

A CooTek tem centenas de aplicativos na Play Store, mas já não tem mais acesso às plataformas de anúncios da Google e viu dezenas de seus apps serem removidos completamente da loja.

Investigação e problemas com anúncios

A decisão do banimento foi fundada em uma investigação realizada pela empresa de segurança Lookout com o BuzzFeed e que verificou que muitos dos aplicativos criados pela CooTek estavam usando um plugin de anúncios invasivos. Supostamente, os apps enviavam propagandas aos usuários de forma agressiva, mesmo quando não estavam em uso e até após a empresa ter alegado que havia aplicado uma correção.

Segundo a engenheira de inteligência de segurança da Lookout, Kristina Balaam, o bombardeio dos anúncios poderia prejudicar o funcionamento dos telefones, tornando-os quase inutilizáveis. Ela verificou que os usuários relataram ter ficado impossibilitados de atender a chamadas ou abrir outros aplicativos enquanto os anúncios eram exibidos.

Nenhum problema foi relatado em relação às versões dos aplicativos para iOS, que permanecem disponíveis na App Store.

A defesa da CooTek

A CooTek informou que removeria o anúncio e que seus aplicativos haviam sido desativados temporariamente nas plataformas da Google, mas foi descoberto que muitos dos apps atualizados ainda mantinham um código que permitia o mesmo tipo de publicidade.

A porta-voz da CooTek, Mina Luo, informou que não houve reengajamento das atividades de anúncio em nenhuma das versões atualizadas. A companhia se defendeu, ainda, dizendo que a investigação realizada pelo BuzzFeed e pela Lookout não contém evidências.

Apesar do discurso da CooTek, a Google está convencida da investigação realizada. As políticas da empresa proíbem estritamente comportamentos maliciosos e enganosos de anúncios. A gigante de Mountain View já teve que adotar medidas contra outras desenvolvedoras chinesas por abusarem das políticas da Play Store — em casos contra empresas como DO Global, Cheetah Mobile e Kika Tech por violações semelhantes.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Criadora do TouchPal é banida da Play Store após anúncios indevidos