Microsoft Edge será substituído no Windows 10 já no começo de 2020

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft Edge será substituído no Windows 10 já no começo de 2020
Avatar do autor

Em uma listagem de atualizações do Windows 10 20H1 Build 18936 (versão de testes), há uma entrada que sugere que o Edge original será escondido, ou talvez removido por completo, quando o sistema receber a versão do navegador baseada no Chromium. O nome da build indica que essa transição ocorrerá na primeira grande atualização de 2020 do SO.

(Fonte: Windows Latest/Reprodução)

O Edge foi criado pela Microsoft para ser o substituto do Internet Explorer. Depois de anos tentando emplacar o navegador, que vem instalado por padrão no Windows 10, parece que o sucesso obtido não compensou o trabalho para desenvolvê-lo. Para deixá-lo tão flexível quanto Chrome ou Firefox, seria necessário agregar dezenas de funções ou a Microsoft teria que recriar centenas de extensões para disponibilizar aos usuários.

A solução encontrada pela companhia foi bem simples: lançar um novo Edge baseado no Chromium, o projeto de software livre que também serve de modelo para o Chrome. A partir daí, teremos basicamente o mesmo navegador, com suporte às mesmas extensões, porém com o visual e as particularidades de cada empresa.

Baseado no Chromium, mas não uma cópia do Chrome

A Microsoft demonstrou o Edge baseado no Chromium na Microsoft Build 2019, que ocorreu no mês de maio. A intenção de lançá-lo somente daqui a 1 ano faz acreditar que ele não será uma mera cópia do Chrome, já que a empresa terá aproximadamente 12 meses para desenvolver e testar o novo navegador. Sendo assim, apesar de usar o mesmo software como base, parece que Edge e Chrome continuarão a ser concorrentes, o que é uma boa notícia.

Para quem quiser testá-lo, o download está disponível neste link para macOS, Windows 7, 8, 8.1 e 10. A instalação de versões de testes não substitui o Edge original do seu sistema.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Microsoft Edge será substituído no Windows 10 já no começo de 2020