Imagem de: Fuchsia mais perto: SO da Google ganha site e documentação para devs

Fuchsia mais perto: SO da Google ganha site e documentação para devs

1 min de leitura
Avatar do autor

Pouco tem se falado sobre o Fuchsia nos últimos anos e agora parece que o terceiro sistema operacional da Google está mais perto de uma versão comercial. A plataforma ganhou um site oficial com toda sua documentação inicial, destinada a desenvolvedores.

A página conta com instruções para instalação do código-fonte em Debian ou MacOS, com instalação no Acer Switch Alpha 12 (Windows 10), Intel NUC e Pixelbook (Chrome OS). O software também vem sendo usado internamente no Huawei Honor Play (Android). A ideia da companhia é usar o feedback de funcionalidades básicas para otimizar a experiência.

fuchsiaFonte: Fuchsia/Reprodução

A interface de usuário utiliza biblioteca de gráficos Escher para renderizações modernas e elementos físicos em tempo real e o Fuchsia é compatível com o Flutter, framework usado também no iOS e no Android.  Os desenvolvedores devem usar várias linguagens populares para criar seus programas, como o C, o C++, o Dart, o Go e o Rust — tudo com um kit de drives compatíveis.

Fuchsia para Internet das Coisas?

Embora nome sempre esteja atrelado a um possível sucessor do Android, há poucos indícios de esse seja realmente o propósito do projeto. O próprio chefe de divisões responsáveis pelo Android e Chrome comentou recentemente no Google I/O 2019 que não deveríamos pensar no Fuchsia como um “novo Android ou novo Chrome”.

O novo site nem sequer faz menção à Google e de comum com a empresa tem o aspecto, com linguagem visual Material Design. Isso tudo leva a crer que o novo sistema operacional seja destinado aos dispositivos vestíveis e Internet das Coisas — já como antecipação à chegada do 5G. Ainda assim, ele seria compatível com Android de maneira que possa até substituir o robozinho verde futuramente.

Nada foi confirmado e a Google não fala mais nada a respeito. Mas, com essas possibilidades, podemos ver que a companhia talvez esteja mesmo querendo ter uma presença tão massiva na indústria 4.0 e nas casas inteligentes quanto nos dispositivos móveis.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Fuchsia mais perto: SO da Google ganha site e documentação para devs