Imagem de: Ubuntu deve continuar dando suporte a aplicativos de arquitetura 32-bits

Ubuntu deve continuar dando suporte a aplicativos de arquitetura 32-bits

1 min de leitura
Avatar do autor

A Canonical, organização responsável pelo desenvolvimento e pela manutenção da distro de Linux Ubuntu, explicou que o sistema operacional continuará oferecendo suporte a aplicativos 32-bits, mesmo com as mudanças na arquitetura.

Antes disso, porém, a Canonical havia divulgado que, a partir de outubro, o sistema operacional Ubuntu seria totalmente 64-bit (x64), o que faria com que programas que rodam em 32-bits (x86) não funcionassem naquela que é a principal distribuição do Linux. Isso levou alguns programas grandes, como o Steam, a anunciarem que deixariam de dar suporte ao sistema operacional e passariam a sugerir que seus usuários utilizassem outra distro do Linux.

(Foto: Wikipedia/JulianVilla26)

Conversas com a comunidade podem levar a caminhos inesperados, e esse foi um desses casos

"Graças ao enorme feedback que recebemos nos últimos dias de jogadores e da comunidade de WINE e Ubuntu Studios, resolvemos mudar nosso plano e construir pacotes selecionados de 32-bit i386 para o Ubuntu 19.10 e 20.04 LTS. Nós decidiremos junto com a comunidade quais pacotes de 32-bits precisam receber suporte e adicionar esses programas em uma lista pós-lançamento. Conversas com a comunidade podem levar a caminhos inesperados, e esse foi um desses casos", disse a Canonical em um comunicado no seu site oficial.

A organização deve trabalhar com as comunidades de WINE, Ubuntu Studio e desenvolvedores de jogos para que bibliotecas de código 32-bits possam ser rodadas em antigas aplicações em novas versões do Ubuntu. Para ler o comunicado completo (em inglês), clique aqui.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Ubuntu deve continuar dando suporte a aplicativos de arquitetura 32-bits