macOS 10.15 pode ter codinome 'Mammoth'

1 min de leitura
Imagem de: macOS 10.15 pode ter codinome 'Mammoth'
Avatar do autor

Apple pode ter revelado o nome da próxima versão do seu sistema operacional para desktops e notebooks. Há alguns anos a empresa vem utilizando nomes de pontos turísticos da Califórnia como Yosemite, Mavericks e Mojave para nomear as versões do macOS e, agora, segundo um levantamento realizado pelo MacRumors, a versão 10.15 pode receber o nome de Mammoth.

A informação não é oficial, mas o site verificou que a marca comercial foi renovada no início de maio pela Apple. A empresa já havia estendido a licença de outros nomes como Rincon, Monterey e Skyline, porém todas há mais tempo que Mammoth.

Marca registrada

O Escritório de Marcas e Patentes dos EUA (USPTO) concedeu o registro para Mammoth e o publicou para oposição em março. Como não houve qualquer oposição registrada, o nome foi oficialmente autorizado no dia 7 de maio. Existe também a possibilidade de o registro ter sido motivado pelos prazos estabelecidos pelo USPTO.

Para ter um nome aprovado, é necessário apresentar provas das marcas registradas usadas no comércio. Essa Declaração de Uso pode ser enviada até 36 meses após a aprovação da marca comercial, contanto que o solicitante realize extensões a cada seis meses.

O nome Mammoth faz referência a Mammoth Lakes e Mammoth Mountain, uma região popular da Califórnia para esquiar e caminhar nas montanhas de Sierra Nevada.

É possível que a revelação oficial do nome aconteça na WWDC 2019. A conferência da Apple para desenvolvedores terá início no dia 3 de junho, com cobertura ao vivo no TecMundo.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
macOS 10.15 pode ter codinome 'Mammoth'