Google vem buscando cada vez mais espaço com seu sistema operacional para plataformas móveis, o Android, e para atingir o que chamam de “o próximo bilhão”, a empresa foca em mercados emergentes, geralmente muito numerosos, mas com restrições de acesso a certos dispositivos mais caros.

O resultado é parecido com o que é visto no KaiOS, um sistema baseado em Linux feito especificamente para celulares não 'smart'

Tendo isso em vista, a Google já havia lançado o Android Go, que tem como foco smartphones mais baratos que US$ 100, mas agora aparentemente a empresa tem intenção em entrar também no mundo dos feature phones, ou seja, os celulares que não são “smart” e não possuem tela com tecnologia touchscreen.

Sem tocar na tela

Agora, a descoberta de um modo “touchless”, ou seja, que não exige o touchscreen, para o Chrome deu a entender que a Google está pensando em feature phones. Mais ainda do que isso, recursos que não exigem o toque na tela foram vistos no próprio código do Android. Muita gente poderia pensar que se trata de uma versão para SmartTVs, que também não possuem tela sensível ao toque, mas imagens disponibilizadas para tradução do sistema revelaram que estamos falando de um visor de celular.

Pelas imagens, é possível ver botões como “Explore” e “Options”, além de opções que podem ser selecionadas pressionando números e controles que seriam feitos com botões direcionais, assim como acontece – e é possível acontecer – em feature phones. O resultado é parecido com o que é visto no KaiOS, um sistema baseado em Linux feito especificamente para celulares não “smart”.

Ainda não se sabe quando esse sistema operacional, caso seja realmente o que se suspeita, vai ser liberado para uso, mas tudo faria muito sentido caso a Google realmente queira aumentar tanto assim o número de usuários do Android.

Cupons de desconto TecMundo: