Huawei usa IA para ajudar crianças surdas a aprenderem a ler

1 min de leitura
Imagem de: Huawei usa IA para ajudar crianças surdas a aprenderem a ler
Avatar do autor

A chinesa Huawei lançou nesta semana um aplicativo gratuito que quer ajudar crianças surdas a aprenderem a ler e usar a linguagem de sinais. Batizado de StorySign, ele usa recursos de realidade aumentada e inteligência virtual para traduzir o texto de livros infantis com o auxílio de um celular.

O aplicativo funciona por enquanto só em livros específicos, lançados com ele. Com o StorySign aberto, a criança aponta a câmera do celular para o texto do livro e uma personagem virtual interpreta na tela do aparelho as palavras selecionadas na linguagem de sinais. A assistente virtual, chamada de Star, foi criada pelo estúdio de animação Aardman, responsável pelos personagens Wallace e Gromit.

“Nada como o StorySign existe, e é importante mostrarmos que, com o uso de inteligência artificial e tecnologias inovadoras, nós podemos abrir o mundo dos livros a crianças surdas. Seu conceito é incrivelmente simples, pois é um aplicativo gratuito que pega textos de obras infantis selecionadas e as traduz em linguagem de sinais. É uma maneira de ajudar crianças surdas a começarem a aprender a ler”, resume o diretor global de produtos da Huawei, Peter Gauden.

O sistema foi desenvolvido pela marca com a ajuda de entidades europeias, como a Associação Britânica dos Surdos. A Huawei já oficializou uma parceria com a editora Penguin para lançar mais livros habilitados para o aplicativo e levá-los a outros mercados, como o brasileiro.

Por enquanto, o StorySign está disponível apenas para celulares com Android e faz traduções para dez linguagens de sinais diferentes: inglês britânico, francês, alemão, italiano, espanhol, português, holandês, irlandês, flamengo-belga e suíço-alemão. Para cada um desses países, foi lançado um livro infantil, que deve ser adquirido em separado.

O vídeo abaixo, divulgado pela Huawei, mostra como o app funciona.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Huawei usa IA para ajudar crianças surdas a aprenderem a ler