Frequentemente, as pessoas precisam usar seus smartphones em ambientes com diferentes tipos de iluminação. Por mais claro que um escritório esteja, não vai ser a mesma coisa que sair do prédio e enfrentar a luz do sol ao meio dia. Nesse momento, inevitavelmente, o usuário terá que ajustar o brilho da tela.

É claro que temos a função do brilho automático, mas nem sempre o nível “automático” se adequa ao gosto específico de cada usuário.

Para contornar essa “falha” e aprimorar a função de brilho adaptável no Android Pie, a Google introduziu o aprendizado de máquina ao recurso.

O brilho adaptável associado ao aprendizado de máquina vai permitir que o sistema aprenda as preferências do usuário de acordo com o ambiente e o nível de brilho automático. Para isso, com o brilho adaptável ativado, o usuário terá que fazer ajustes manuais usando a barra deslizável em cada situação de iluminação. De acordo com a Google, dessa forma, o usuário estará “treinando” o sistema para que ele consiga “adivinhar” qual o melhor nível de brilho para o dono de smartphone, em cada ambiente, fazendo com que os ajustes manuais não sejam mais necessários com o passar do tempo e a exploração de novos lugares.

O novo recurso está presente no Google Pixel, como uma atualização do Android Pie, mas a Google está trabalhando em conjunto com suas parceiras para disponibilizá-lo para outros dispositivos.

Cupons de desconto TecMundo: