A Google lançou recentemente a versão 69 do Chrome e, com ela, um novo visual comemorativo aos 10 anos do navegador. Contudo, em meio a essas novidades está um recurso um tanto quanto infame: sempre que você faz login em um serviço Google, como Gmail, Drive ou YouTube, automaticamente faz login no navegador.

Isso signfica que, se a sincronização entre sessões estiver ativa em sua conta, ela pode ser aplicada  recurso de login e sincronização já existe há alguns anos no Chrome, mas, até então, não era algo obrigatório — era possível usar o Chrome sem fazer login no navegador. A partir da versão 69, conectar-se aos serviços Google faz com que o login seja automaticamente replicado no navegador.

Essa mudança faz parte de uma mudança da Google em relação ao Chrome, que passa a ser visto mais como um serviço do que como um produto da empresa. Quem trouxe a novidade à tona foi o blog S Balint em uma postagem na qual ele detalha todo a alteração aplicada pela Google na versão mais recente de seu navegador.

Qual o problema?

Sincronizar os dados de seu navegador pode ser útil para ter sempre as mesmas configurações independentemente do local onde se usa o Chrome. Entretanto, imagine que você simplesmente não queira compartilhar suas informações com a Google ou não deseja sincronizar os dados em um computador no qual apenas fez login para conferir emails ou fazer um comentário no YouTube.

É claro que os dados sincronizados entre os navegadores ainda ficam a critério do usuário e sempre será preciso confirmar aquilo que será compartilhado entre as várias sessões utilizadas. Mas a obrigatoriedade de se logar no navegador deve, provavelmente, causar alguns problemas para os mais desavisados.

O blog S Balint informa que o mesmo cenário afeta o Chromium, a versão “crua” e de código aberto na qual o Chrome é baseado. Se você usa o Chrome, então, a dica é revisar com atenção quais dados você compartilha e sincroniza a fim de não ter maiores complicações.