Desde que as possibilidades de monetização com a realidade aumentada (RA ou AR, em inglês) cresceram nos últimos anos, a realidade virtual (RV ou VR) ficou um pouco de lado. Mas isso não quer dizer que o setor foi esquecido. Pelo contrário, nesse tempo a tecnologia já evoluiu o suficiente para otimizar muitas das ferramentas, especialmente com relação ao mapeamento corporal.

Uma das provas disso é o projeto em que a Google trabalha para diminuir a distância entre plataformas móveis mais simples, como o Daydream, e os headsets para PCs mais poderosos e precisos, como o Oculus Rift, que requerem máquinas robustas e câmeras para rastrear os movimentos.

google

Um novo conjunto de aplicações, conhecido como 6DoF, é capaz de oferecer “seis graus de liberdade”. Isso permite a você se mover de maneira mais realística pelo mundo físico enquanto está imerso em um ambiente virtual, porque os controles ajudam a rastrear onde está e como se desloca, com base na posição de suas mãos.

Novidade vem sendo testada com headset da Lenovo

Os controles experimentais vêm sendo avaliados em conjunto com o headset Lenovo Mirage Solo, o primeiro baseado no Daydream que foi lançado no início deste ano. O dispositivo faz o chamado rastreamento de dentro para fora, o que significa que o headset possui sensores e câmeras que identificam o ambiente externo à medida que você se move através dele.

Um novo Modo Transparente permitirá ver através das câmeras do Mirage Solo, usar um fone de ouvido e ainda interagir com o mundo real

Quando combinado com o 6DoF, a Google afirma que você terá uma experiência de VR sem fio bem próximo do VR mais imersivo e de alta qualidade. “Ao invés de usar câmeras externas caras e sensores que precisam ser cuidadosamente calibrados, nosso sistema usa aprendizado de máquina e peças prontas para estimar com precisão a posição 3D e a orientação dos controle. Estamos empolgados com essa abordagem porque ela pode reduzir a necessidade de hardware caro e tornar as experiências 6DoF mais acessíveis a mais pessoas”, escreve Jonathan Huang, gerente de produto sênior de VR e AR da Google.

A companhia de Mountain View anuncia que também trabalha em um recurso chamado de “Modo Transparente”,  que permitirá ver através das câmeras do Mirage Solo, usar um fone de ouvido e ainda interagir com o mundo real sem esbarrar em objetos ou interagir de forma desajeitada com as pessoas.

googleModo Transparente em ação: união entre realidade aumentada e virtual

“A combinação do Modo Transparente e da tecnologia de rastreamento do Mirage Solo também abre a porta para os desenvolvedores misturarem os mundos físico e digital de novas maneiras, construindo protótipos de AR. Imagine, por exemplo, um designer de interiores capaz de planejar um novo layout para uma sala adicionando cadeiras virtuais, mesas e decorações em cima do espaço real", projeta Huang.

Aplicativos Android para o Daydream e o Modo Transparente serão lançados em breve, segundo a empresa, enquanto os desenvolvedores podem se inscrever no site do Google para experimentar os controles 6DoF para o Mirage Solo.

Cupons de desconto TecMundo: