Uma das tarefas mais chatas para quem trabalha com edição de imagens é recortar fundos de imagens. Mesmo utilizando as mais diversas ferramentas para facilitar a atividade, é sempre algo chato de se fazer e nem sempre fica tudo perfeitinho como queremos.

Pois pensando nisso, o Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial do MIT, nos Estados Unidos, desenvolveu um programa capaz de identificar fundos e recortá-los com grande precisão usando uma técnica chamada Segmentação Semântica Suave ou SSS.

Assim, a inteligência artificial desenvolvida pelo MIT vai analisar uma imagem e identificar seus elementos, sabendo diferenciar os objetos destacados e os fundos de fotografias. Ele não vai depender de nenhuma ação humana – como a habilidade em selecionar as partes corretamente –, se baseando apenas nas informações coletadas da imagem.

Com isso, você pode fazer o que quiser: alterar fundo, remover itens da imagem, editar apenas partes específicas selecionadas e muito mais sem se preocupar se recortou corretamente as áreas desejadas. Isso prova que o futuro da edição de imagens certamente está ligado a muito uso de inteligência artificial para tudo ficar mais preciso e, claro, prático para nós.