De acordo com uma patente registrada pela Apple nos EUA, a Siri poderia eventualmente ganhar suporte à identificação biométrica de usuários pela voz. Dessa maneira, se a "pessoa A" pergunta para um HomePod, por exemplo, “o que tem na minha agenda para hoje”, a Siri seria capaz de vasculhar os apontamentos dessa pessoa em específico e vez de retornar com detalhes referentes ao que a "pessoa B" tem em seu calendário.

Esse é um problema comum para assistentes digitais que podem ser embutidos em aparelhos como alto-falantes inteligentes. Google e Amazon inclusive já trabalham em suas próprias tecnologias para distinguir usuários pela voz no Assistente e na Alexa.

As duas rivais da Apple inclusive já entregam esse recurso em menor ou maior grau, mas não temos qualquer pista que indique que a Apple possa realmente estar trabalhando em cima desse tipo de funcionalidade para a Siri. Isso porque o simples fato de ter uma patente não significa muito para uma grande empresa de tecnologia, que normalmente registra ideias o tempo todo para que, caso elas sirvam para alguma coisa no futuro, suas concorrentes não possam lhe processar na justiça por roubo de tecnologia.

siriEsquema de funcionalidades do reconhecimento biométrico de vozes na Siri

Seja como for, de acordo com a patente da Apple, a Siri poderia reconhecer as vozes dos seus usuários por uma série de métodos. Isso poderia ser feito por meio de biometria da voz, comandos específicos ou mesmo pedindo para usuários ditarem logins e senhas em voz alta.

Por enquanto, não há qualquer previsão de quando algo desse tipo poderia chegar à assistente digital da empresa.

Cupons de desconto TecMundo: