O projeto Campfire, da Google, ainda é um grande mistério e pouco se sabe a seu respeito, mas as informações mais quentes sobre ele dão conta de que se trata de um conjunto de ferramentas capaz de permitir dual-boot com Windows 10Chrome OS nos Chromebooks. Os rumores mais recentes vêm do site XDA Developers, que monitora o projeto a fim de saber mais a seu respeito.

Segundo publicação do último domingo (12), o Campfire deve ser algo no estilo do Boot Camp, recurso da Apple que permite a instalação do Windows em um Mac paralelamente ao macOS. Um novo ramo de firmwares para o Pixelbook chamado de “eve-campfire” foi encontrado na central de desenvolvimento do Chrome OS. Ele é capaz de trabalhar em um “modo Alt OS” e, vale destacar, “Alt OS” é como os desenvolvedores se referem ao Windows 10.

PixelbookChromebooks podem ganhar suporte para dual-boot com o Widnows 10 em breve.

O Campfire vem sendo testado em um Pixelbook, mas outros Chromebooks também devem ganhar suporte para o recurso. Obviamente, não se trata de afirmar que todos os notebooks da Google terão acesso à novidade, mas provavelmente os modelos mais recentes ou quem sabe apenas aqueles com a marca própria da Google venham a ser compatíveis — de fato, ainda não há qualquer indício disso.

Uma boa possibilidade levantada pela publicação é que o Campfire não demandará a ativação do Modo de Desenvolvedor do Chromebook. Como esse tipo de instalação será reconhecido e certificado pela própria Google, provavelmente ela funcionará de maneira mais simples e segura, visto que ativar o Modo de Desenvolvedor não é exatamente simples e pode expor a máquina a alguns perigos.

Apesar de não haver confirmação por parte da Google, a aposta é que um novo Pixelbook pode ser anunciado no início de outubro junto dos novos smartphones Pixel 3 e 3 XL. Se todo esse conjunto de rumores estiver certo, faltaria pouco mais de um mês para que o projeto Campfire seja apresentado ao mundo.

Cupons de desconto TecMundo: