Em uma postagem feita hoje (30) em seu blog para desenvolvedores do Android, a Google explicou algumas regras que devem ser aplicadas por fabricantes de smartphones que pretendem usar entalhes na tela desses dispositivos como artifício para conseguir maior aproveitamento da face frontal.

É dever das fabricantes garantir que os apps disponíveis na Play Store funcionem adequadamente na tela de seus dispositivos

A ideia da gigante das buscas é oferecer certa consistência no sistema operacional no que toca a exibição de conteúdo em displays com recortes. A Google dita expressamente que é dever das fabricantes garantir que os apps disponíveis na Play Store funcionem adequadamente na tela de seus dispositivos.

Para isso, a empresa criou duas regras principais. Com o telefone na vertical, a menos que existam marcações especiais no software, a barra de status deve ser estendida no mínimo até o fim do entalhe na tela. Dessa forma, os apps não ficariam cortados pelo elemento no topo ou no fundo display, eliminando a necessidade de milhares de desenvolvedores terem que adaptar o código de seus softwares na Play Store. A segunda grande regra dita que, quando o aparelho estiver em tela-cheia ou na horizontal, toda a área do entalhe deve ser escondida por uma barra preta, para evitar que informações importantes sejam escondidas.

Fora isso, há mais exigências da empresa quanto aos notches. O Android não dará suporte a mais de dois entalhes na tela, sendo possível inseri-los apenas nas bordas inferior ou superior. Isso quer dizer que o sistema não permitirá entalhes de qualquer tipo das bordas laterais esquerda ou direita do display.

essential phone e p20Já existem 16 smartphones Android feitos por 11 marcas diferentes com entalhes na tela

Para definir essas regras, a Google entrou em contato com suas fabricantes parceiras a fim de criar padrões que fossem confortáveis para todas elas. A empresa, contudo, não explica quando essas novidades passarão a entrar em vigor ou mesmo se já entraram. Também não sabemos o que acontece caso alguma empresa tente driblar essas convenções.

Cupons de desconto TecMundo: