Um projeto entre a Universidade da Austrália do Sul e da Universidade de Stuttgart (Alemanha) está desenvolvendo uma inteligência artificial que monitora os movimentos oculares de seres humanos para rastrear traços da personalidade.

Segundo a UNISA, a IA já monitora os movimentos dos olhos de 42 pessoas usando um rastreador chamado SensorMotoric Instruments. Os pesquisadores trabalham com cinco traços de personalidade: abertura, conscienciosidade, extroversão, amabilidade e neuroticismo. Até o momento, a inteligência artificial só não conseguiu captar a "abertura".

De acordo com os pesquisadores, o objetivo da pesquisa é refinar as interações entre seres humanos e máquinas

"As pessoas estão sempre procurando por serviços aprimorados e personalizados. No entanto, os robôs e computadores de hoje não são socialmente conscientes, portanto não podem se adaptar a sinais não-verbais", completou Tobias Loetscher da Universidade da Austrália do Sul, um dos líderes do projeto. Esta pesquisa oferece oportunidades para desenvolver robôs e computadores para que eles se tornem mais naturais e melhor interpretem os sinais sociais humanos".