O Slack é uma das mais populares plataformas de comunicação em ambiente corporativo, com uma interface simples e dinâmica. Seu uso massivo se dá, principalmente, porque é gratuito — o que é especialmente chamativo para startups e empresas de pequeno e médio porte. A Microsoft já possui desde 2016 uma frente semelhante, o Teams, que era exclusivo para assinantes do Office 365. Agora, a companhia uma posição mais agressiva diante da concorrência com o lançamento de uma versão sem custo e vantagens interessantes.

A novidade promete suporte para até 300 usuários, acesso ao Word, Excel, PowerPointOneNote em suas versões online e outros 140 aplicativos integrados, incluindo o Trello; armazenamento de até 2 GB por usuário ou 10 GB compartilhado, videoconferência para grupos e individual embutida, tradução instantânea para 35 idiomas com uso da inteligência artificial (IA), pesquisas e mensagens ilimitadas, entre outros mimos. Tudo isso sem a necessidade de uma conta Office 365.

Para termos de comparação, o Slack tem um limite de 10 mil buscas no conteúdo, integração com 10 apps, armazenamento de 5 GB, chamadas de vídeo individuais.

microsoft

Como a gigante de Redmond afirma ter uma base de mais de 200 mil negócios utilizando o Teams em todo o mundo, a ideia da companhia aumentar essa contagem e seduzir muitos dos usuários para as edições pagas do Team. O Office 365 Business Essentials sai R$ 19,40 por mês em compromisso anual e traz mais serviços, repositório maior, gravação de reuniões na nuvem e outros atrativos. O Office 365 Business Premium vem com tudo e outros privilégios, a R$ 48,40 mensais em contrato também anual.

Detalhes que podem fazer a diferença

A grande vantagem da Microsoft é poder utilizar todo seu grande ecossistema e IA para otimizar a experiência de trabalho colaborativo. As videoconferências, por exemplo, possuem um recurso que deixa o plano de fundo desfocado, para diminuir as distrações durante a conversa.

Com o uso da rede social privada Yammer, é possível acrescentar transmissões em tempo real e usar o reconhecimento facial do Office 365 para detectar automaticamente quando determinadas pessoas estão falando, permitindo que você acompanhe somente o que é mais relevante. Além disso, há transcrição de voz para texto e pesquisa, bem como uso de legendas. Os eventos podem ser escalados de webcams para equipamento de estúdio profissional.

microsoft teams

A ideia é também agregar futuramente o Workplace Analytics, que se baseia em dados do Office 365 para revelar padrões de como uma organização funciona. O software pode sinalizar um aviso se perceber que seu grupo está sobrecarregado de reuniões semanais ou se você não tem tempo suficiente para obter uma produtividade mais intensa. Todos os dados de análise são medidos ao longo do tempo, permitindo que os gerentes verifiquem se suas equipes estão realmente melhorando.

A maior barreira na troca para o Teams é adaptação, especialmente se você já usa há muito tempo outros aplicativos corporativos, a exemplo do Slack. Para experimentar a versão gratuita do Teams, clique aqui.