A Google não revelou ainda para que servirá o Fuchsia, seu novo sistema operacional cercado de mistério. Entretanto, depois de ser exibido diversas vezes e até mesmo de ser disponibilizado para testes (extraoficialmente), o sistema agora tem uma novidade bem interessante: ele deve ser compatível com aplicativos de Android.

Essa possibilidade ganha força graças a uma atualização que surgiu no Android Open Source Project (AOSP), o conjunto de pacotes e diretrizes de desenvolvimento do Android. Segundo a novidade, a Google parece estar trabalhando na portabilidade do Android Runtime para o novo sistema operacional, portanto, tornando-o capaz de rodar qualquer app disponível na Play Store.

O ExtremeTech destaca que parte da vantagem que o Fuchsia levaria em relação ao Android está no fato de ele ter sido criado do zero usando o microkernel Zircon (antigo Magenta), enquanto o sistema do robozinho é baseado no Linux. Isso permitiu que ele se tornasse popular no mundo todo, é claro, mas também teria “amarrado” o sistema a problemas do Linux, como questões de segurança que venham a atingir o kernel Linux.

Portanto, diante desse contexto, podemos supor que a Google de fato prepara o Fuchsia para ser um sucessor do Android e, com isso, não quer deixar o seu novo sistema órfão do imenso catálogo de aplicativos disponível na Play Store. Obviamente, tudo ainda é especulação, portanto, será preciso aguardar mais um bom tempo até que tenhamos informações mais concretas a respeito do futuro dos sistemas da gigante da web.

Cupons de desconto TecMundo: