A última versão de testes do Windows 10 liberada pela Microsoft na última semana para os seus Insiders (Build 17650) trouxe uma novidade que ninguém estava esperando: uma nova versão do Windows. No momento, a empresa está chamando essa novidade de “Windows 10 Lean”, o que poderia ser traduzido livremente para o português como “Windows 10 Magro”.

De fato, essa nova versão do sistema fez uma dieta para chegar onde está. A Microsoft eliminou uma série de recursos avançados do Windows — tais como personalização de papéis de parede, editor de registros, console de gerenciamento de MMC e muitos outros — para fazer com que o novo SO seja 2 GB menor em sua instalação na comparação com o Windows 10 Pro tradicional.

Diferente do finado Windows 10 S — que agora deixou de ser uma versão para se transformar em um “modo” do Windows tradicional —, o Lean é compatível tanto com softwares Win32 comuns quanto com os UWP da loja da Microsoft.

Com isso, podemos esperar que, usuários mais básicos ou mesmos intermediários do Windows raramente perceberão muita diferença na utilização dos dois sistemas, Pro ou Lean, exceto pela falta de opções de personalização.

Seja como for, “Lean” pode acabar não sendo o nome final dessa nova versão do SO. Segundo @tfwboredom, que notou primeiro a existência do Lean, depois de instalada, essa variante continua mostrando seu nome como “Windows 10 S”. Em outras palavras, a Microsoft talvez ainda não tenha decidido qual é a real finalidade do Lean, tampouco o nome que pretende dar para essa novidade.

Cupons de desconto TecMundo: