Os cartões de identificação que os estudantes usam para ter acesso à Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, estão sendo usados de uma maneira interessante pela instituição. Os dados que podem ser coletados com eles, como a frequência do acesso dos estudantes, permitem que se antecipe quem são aqueles prestes a desistir dos estudos.

Os CatCards registram dados não só sobre a frequência em que o aluno acessa a instituição, de modo geral. Seus passos dentro dela também são vigiados, o que poderia até ser peocupação para uma possível invasão de privacidade. São rastreados acessos à biblioteca, ao espaço recreativo e até o uso dos cartões em máquinas de comida.

1

A professora que dirige a iniciativa,  Dra. Sudha Ram, explicou que ter em mãos os rastros digitais dos estudantes permite definir padrões de movimento, comportamento e interações, o que pode dizer muito sobre o público que frequenta a universidade. Mas o principal objetivo é usar os dados para dar apoio ao estudante calouro que está com alguma dificuldade e pode se beneficiar de aconselhamento dos funcionários.

Os pesquisadores reúnem as informações já há 3 anos e alegam que suas previsões em torno de quais estudantes estão prestes a desistir do curso ou trocar de universidade têm acerto de 73%. Ainda assim, Ram admite que o resultado traz apenas uma espécie de "sinal", já que nos tempos de hoje é importante não generalizar as pessoas em comprtamentos de grupo, tendo foco em um atendimento mais personalizado. Entre os planos futuros, está dar aos conselheiros acadêmicos uma plataforma digital com acesso a esses dados, em tempo real.

Cupons de desconto TecMundo: