Que o Google Pixel 2 tem uma câmera simplesmente absurda, todo o mundo já sabe a esse ponto, assim como o fato de que sua IA dedicada a fotos é um dos grandes fatores para tal sucesso. Parece, no entanto, que a gigante das buscas quer ajudar outras empresas a alcançarem esse nível de qualidade e, para isso, está disponibilizando com código-aberto a tecnologia por trás de suas capturas de foto no modo retrato.

De acordo com o anúncio oficial feito pela empresa, o código, de nome DeepLab-v3+, é uma ferramenta de segmentação que usa redes neurais convolutivas, em conjunto de aprendizado de máquina, para analisar objetos em uma foto e separá-los dos elementos de fundo. Você pode conferir logo abaixo como a ideia funciona, em um exemplo trazido pelos engenheiros da Google:

Exemplo IA DeepLab-v3+

Essa pode parecer uma adição pequena, mas ela é essencial para dar o estilo de fundo desfocado que tantas pessoas gostam em outros aparelhos. Isso sem falar na vantagem de o sistema não precisar de uma segunda câmera, como é o caso de outros smartphones do mercado que dependem disso para trazer o mesmo efeito.

Vale notar, por fim, que essa não é a primeira vez que a Google deixa que outras empresas tirem proveito de sua poderosa tecnologia de câmera. No começo de fevereiro, por exemplo, a empresa disponibilizou a outros apps o acesso ao seu chip de imagem no Pixel 2; logo, é bem provável que vejamos mais disso chegando ao resto dos desenvolvedores.