Softwares capazes de traduzir um idioma para o outro não são exatamente uma novidade. Afinal, o Google Tradutor está por aí há anos e, a cada vez que você o acessa para fazer uma nova tradução, a ferramenta está melhor. Acontece que a Microsoft também está jogando muito sério nessa corrida e acabou de apresentar uma nova inteligência artificial capaz de traduzir fases do “chinês” (mandarim) para o inglês e vice-versa com a mesma qualidade que um humano fluente nos dois idiomas alcançaria.

Especialistas em tradução apontaram que as traduções do software da Microsoft são tão boas quanto as de uma pessoa real que fala ambas as línguas

A empresa consultou especialistas em tradução entre os dois idiomas e eles apontaram que, em grande parte, as traduções do software da Microsoft são tão boas quanto as de uma pessoa real que fala ambas as línguas.

Para conseguir esse feito, times de desenvolvimento da Microsoft nos EUA e na China trabalharam juntos e desenvolveram um método múltiplo de treinamento de IA. Isso é importante porque, na maioria das vezes, pesquisadores usam apenas uma forma de ensino em seus projetos de IA. A Microsoft, por sua vez, resolveu adotar quatro processos diferentes, sendo que dois deles foram criados especialmente para o treinamento desse software em questão.

Os métodos

O primeiro método usado pelos pesquisadores da Microsoft é o “dual learning”, que consiste em converter frases do idioma A para o idioma B e, em seguida, transformar as frases novamente para o idioma A, conferindo se os resultados continuam batendo.

O segundo, conhecido como “deliberation networks”, requer que a IA repita muitas vezes a mesma tradução. Com o tempo, ela consegue ir refinando seu processo de tradução. O primeiro método próprio a ser implementado pela Microsoft, contudo, foi o “joint training”. Nesse caso, o mecanismo de tradução do inglês para o mandariam criava duas frases que seriam inseridas no mecanismo de tradução do mandarim para o inglês. O mesmo processo foi repetido inversamente.

Por fim, temos o “agreement regularization”, que basicamente faz a IA ler suas traduções da esquerda para a direita e, em seguida, da direita para a esquerda. Se os significados encontrados forem os mesmos, a tradução está boa.

Alcançar paridade com os humanos em tarefas de tradução é um sonho que todos nós tínhamos

“Alcançar paridade com os humanos em tarefas de tradução é um sonho que todos nós tínhamos”, comentou Xuedong Huang líder da equipe de tradução por máquina da Microsoft. “Nós só não imaginávamos que alcançaríamos isso tão cedo”, completou.

A Microsoft deve continuar trabalhando nessa IA para que ela se torne compatível com vários idiomas, mas ainda não sabemos quando ela será disponibilizada para uso comercial.

Cupons de desconto TecMundo: