Spotify acaba de lançar o Amplify, um projeto que quer contribuir para a visibilidade de causas sociais e comunidades. A ideia é apoiar artistas e coletivos que de alguma maneira são parte do debate sobre assuntos como a igualdade de gênero, os direitos LGBTQ, a imigração e a saúde mental. Em março, mês de estreia do projeto, o tema é o Mês Internacional da Mulher.

O Amplify pode ser acessado por meio de um site dedicado exclusivamente à iniciativa. Lá estão reunidos os links tanto para a playlist oficial do projeto, com 98 músicas e mais de 800 mil inscritos, quanto para coleções específicas de faixas e gêneros musicais criadas de acordo com interesses como Mulheres na Cultura, Movimentos e Ícones.

1

De acordo com o Spotify, a playlist central do Amplify será atualizada semanalmente, sempre respeitando o tema de cada período. Neste mês, em que as mulheres são as homenageadas, a lista contempla estrelas das mais diferentes nacionalidades, como Nigéria, Marrocos, Rússia e Guatemala, representando os mais distintos gêneros musicais.

Brasil não ficou de fora

Inicialmente, o projeto está direcionado aos usuários do serviço nos Estados Unidos e no Canadá, mas o público brasileiro não ficou totalmente de fora da novidade. Quem quiser conhecer as listas dedicadas exclusivamente às artistas brasileiras pode visitar o site oficial do projeto e navegar por seções como Mulheres do Brasil, Só as Minas, Rainhas do Sertanejo e Mulheres do Gospel.

2

O projeto também dedicou atenção especial às mulheres latino-americanas. Na seção Viva Latino, o serviço deve disponibilizar conteúdo exclusivo com artistas como Demi Lovato e Becky G. 

O conteúdo do Amplify e do Viva Latino pode ser encontrado no menu Navegar, do Spotify, ou pelos links oficiais, listados ao longo deste texto, bem como pela busca no site ou no app do serviço.