A Microsoft é uma empresa que vem se transformando bastante ao longo dos últimos anos, evoluindo do seu antigo foco apenas em softwares e atuando com cada vez mais força no mercado de computação em nuvem.

Durante o Microsoft Tech Summit, que aconteceu em São Paulo nos dias 6 e 7 de dezembro, o TecMundo conversou com representantes da companhia de Redmond para saber mais sobre seus principais produtos na área de cloud, o pacote Microsoft 365 e o Azure.

Mais facilidade, mais tempo, mais produtividade

O Microsoft 365 é o resultado da união de três grandes produtos da empresa: o Windows 10, os vários serviços e softwares do Office 365 e o Enterprise Mobility + Security (EMS), que envolve soluções de segurança e mobilidade. A ideia por trás desse conjunto é permitir que as empresas que adotarem o conjunto possam renovar a rotina do trabalho dos seus funcionários, ampliando a criatividade, a integração, o trabalho em equipe e a segurança.

Com a integração de recursos de inteligência artificial aos produtos, os usuários terão tarefas simplificadas e encurtadas, o que por sua vez permitirá que eles usem o tempo extra para inovar, criar novos produtos e resolver problemas difíceis. “Com tradução no PowerPoint, porque eu falo português, e você fala alemão, se eu preciso me comunicar com você e isso está automático, facilita e simplifica o nosso trabalho”, exemplifica Loredane Feltrin, diretora de marketing da divisão de Produtividade da Microsoft.

Serviços de nuvem como o Microsoft 365 contam ainda com uma velocidade acelerada de atualização, recebendo frequentemente novos recursos e soluções – tudo de forma integrada ao pacote como um todo. “O Teams, por exemplo, que é o nosso pilar de colaboração, faz com que, em um único lugar, equipes e grupos de trabalho envolvidos em algum projeto consigam se falar, fazer ligações, reuniões, guardar seus arquivos e armazenar informações críticas em um espaço simples e integrado, que você acessa de qualquer lugar”, acrescenta.

Transformação com a nuvem

A visão de um futuro marcado por mobilidade e integração de plataformas é um dos principais impulsionadores da transformação da Microsoft em uma empresa de cloud computing. Segundo Roberto Prado, diretor de marketing da divisão de Computação em Nuvem da Microsoft, essa tecnologia é uma grande habilitadora da transformação digital – e a empresa de Redmond está pronta para ela. “Fizemos um investimento de quase US$ 15 bilhões e construímos mais de 100 centros de dados”, afirma.

O Azure é a solução da Microsoft que permite que todas as companhias tenham acesso ao poder e às facilidades da computação em nuvem. Por meio dele, a companhia oferece opções de infraestrutura e de plataforma para atender às necessidades de cada parceiro, incluindo a implantação de máquinas virtuais para processamento de dados, o armazenamento de informações e a criação de redes. Além disso, os clientes têm acesso a bancos de dados, serviços cognitivos, ambientes de desenvolvimento e muitas outras coisas.

“São mais de 100 serviços, então é um universo muito rico e cheio de possibilidades. É um ambiente híbrido, ou seja, você pode trabalhar na sua infraestrutura e se conectar ao Azure para ter o melhor dos dois mundos. E é um ambiente seguro e gerenciável”, ressalta prado. E da mesma forma que o Microsoft 365, o Azure conta com o dinamismo da cloud para a implantação de novidades por meio de atualizações frequentes sem que o cliente tenha que se preocupar com isso.

Uma das novidades anunciadas recentemente pela Microsoft nessa área foi o Azure Stack, uma plataforma de nuvem híbrida baseada em hardware local que poderá ser adquirido para levar parte do poder da nuvem para qualquer local. Além disso, a empresa de Redmond tem planos de anunciar novidades em breve dentro de áreas nas quais vem investindo bastante, como inteligência artificial e IoT.

Aprendizado e aproximação

Além de permitir que os profissionais, empresários e entusiastas da tecnologia se atualizem sobre as novidades da nuvem, um evento como o Microsoft Tech Summit é uma ótima oportunidade para que a Microsoft entre em contato e aproxime-se mais dos usuários e desenvolvedores brasileiros. Caso você queira saber mais sobre tudo o que rolou por lá, pode acessar o site oficial clicando aqui ou ir para a página de tecnologia da empresa de Redmond seguindo este link.

* Conteúdo Patrocinado