Há alguns anos, a Microsoft assumiu um compromisso importante: unificar suas plataformas mobile e para desktops sob o Windows 10. Hoje, sabemos que a empreitada não deu lá muito certo, mas, ao que parece, essa iniciativa serviu de inspiração para um projeto semelhante da Apple. De acordo com um artigo da Bloomberg, a Empresa da Maçã estaria trabalhando duro para implementar convergência entre iOSmacOS em algum ponto de 2018.

A ideia, aqui, é permitir que finalmente os desenvolvedores parceiros da marca possam criar aplicativos que funcionem simultaneamente em MacBooks, iMacs, iPhones e iPads – facilitando consideravelmente o processo de desenvolvimento. Um programa criado sob medida para o ecossistema da Maçã, por exemplo, poderia se adaptar à plataforma sendo utilizada no momento, aceitando comandos de toque em um dispositivo mobile e interações via mouse e teclado em computadores e notebooks da marca – tudo de forma suave.

Não se sabe exatamente como isso vai funcionar na prática – se estamos falando de uma emulação em um dos sistemas ou de uma linguagem comum para ambas plataformas –, mas fica claro que essa decisão tem um potencial imenso e pode afetar positivamente os produtos da Apple. Afinal, embora o macOS já tenha um portfólio numeroso de programas exclusivos ou softwares vindos de outros sistemas operacionais, essa quantidade não chega aos pés do que a App Store oferece aos usuários dos celulares e tablets da casa.

Seja como for, a companhia de Cupertino parece pronta a dar continuidade a uma tendência que vem ganhando força a cada ano e que atraiu até atenção da Google – que cada vez mais tenta aproximar os recursos do Android e do Chrome OS. A expectativa é que a Apple oficialize a empreitada e dê mais detalhes sobre ela ainda no primeiro semestre do ano que vem. Um palpite? Isso deve ocorrer, muito provavelmente, durante a WWDC 2018, programada para junho.

Cupons de desconto TecMundo: