Se você nunca teve o hábito de fechar todos os apps em segundo plano no seu smartphone Android ou iOS, certamente conhece alguém que faz isso o tempo todo. Quem tem aparelhos muito simples normalmente faz isso com a intenção de limpar a memória RAM e ter mais desempenho, mas a maior justificativa para esse tipo de coisa é diminuir o consumo de bateria.

Mas será que fechar todos os apps recentes realmente ajuda a economizar bateria em um smartphone. De acordo com os chefes de desenvolvimento do Android, Hiroshi Lockheimer, e do iOS, Craig Federighi, essa história não passa de um mito.

Responsável pelo Robô, Lockheimer explicou em um tweet de 2016 que o Android é otimizado para gerenciar os apps em segundo plano sozinho. “Mexer com isso [fechando apps manualmente] só causa mais problemas”, disse no microblog em resposta a um usuário.

Federighi, por sua vez, respondeu a um usuário do iOS, também em 2016, falando algo parecido. Ele afirmou que fechar apps manualmente não é necessário e não ajuda na economia de bateira. De acordo com a Apple, o usuário só precisa fechar apps do sistema quando eles não estiverem funcionando adequadamente.

Tanto o Android quanto iOS têm seus próprios sistemas de gerenciamento de bateira, balanceando uso de energia e recursos do sistema

Tanto o Android quanto iOS têm seus próprios sistemas de gerenciamento de bateira, balanceando o uso da memória RAM, de energia e de outros recursos do sistema. No momento em que você sai de um app e vai para outro, ambos os SOs “congelam” o app e limitam drasticamente sua atividade em segundo plano. Esses apps podem consumir um pouco de dados móveis, mas o tanto de energia que eles requerem é irrisório a ponto de ser interessante fechá-los.

Isso porque, quando você fecha os apps, o celular precisa trabalhar muito mais para trazê-los de volta quando você clica novamente no ícone dessas ferramentas. Assim, você gasta mais energia abrindo e fechando esses softwares do que deixando eles quietos lá no gerenciador de recentes.

Cupons de desconto TecMundo: