Além da parceria com a HTC para o desenvolvimento do Vive, a Steam está trabalhando com outras marcas para baratear o custo da jogatina em realidade virtual. Sua aposta mais recente nesse sentido? Trabalhar ao lado da Zeiss para criar um gadget ainda mais barato que os óculos VR tradicionais. O resultado chega na forma do aplicativo Zeiss VR One Connect.

De forma básica, o programa recorre ao poder de processamento dos PCs para rodar os jogos e envia o material diretamente para um celular acoplado a um headset VR. Com isso, é possível reduzir drasticamente os custos – e os fios – desse tipo de entretenimento, sem que para isso o usuário tenha que reduzir a qualidade ou a definição dos jogos.

Segundo a fabricante, tudo o que o cliente precisa para executar o app é de um smartphone iOS ou Android recente, com display entre 4,7 e 5,5 polegadas, e um par de óculos de realidade virtual – que podem ir desde o Google Cardboard ao VR One, da própria Zeiss. Enquanto a conexão ao PC é feita através de um cabo USB, o pareamento com os dois controles sem fio do kit é realizado por Bluetooth.

A ideia é que, com esse conjunto, o atraso na transmissão dos games seja mínimo e a experiência de jogatina fique bem próxima dos headsets VR tradicionais. Os sensores do seu celular, aliados aos sensores de movimento dos controles, devem ser capazes de monitorar com precisão a movimentação e a posição das suas mãos no ambiente – tornando tudo ainda mais preciso na hora do tiroteio ou da exploração dentro do mundo virtual.

Ok, ainda não se sabe se o produto que tem tudo para simular o trabalho feito por pesos-pesados como o Oculus Rift e o HTC Vive cumpre o que promete, mas com certeza o custo mais baixo da brincadeira pode valer o teste. Espera-se que o kit composto por aplicativo e controles esteja disponível nos EUA no último trimestre do ano e custe pouco menos de US$ 130 (R$ 412). Uma versão com o Zeiss One VR também deve ser oferecida ao público, com um valor estimado de US$ 200 (R$ 633).

Cupons de desconto TecMundo: