A Disney resolveu ser a Disney mais uma vez e tomou em suas mãos uma tarefa complexa: provar que as experiências de realidade aumentada ou mista podem sim ser compartilhadas com os amigos. Com isso em mente, os pesquisadores da empresa norte-americana criaram o Disney Bench, uma plataforma que dispensa óculos e headsets em favor de um cenário interativo e, claro, bastante imersivo.

Para fazer a magia acontecer, a dona do Mickey acabou recorrendo a um conjunto que combina câmeras de alta definição, sensores de profundidade, projetor e aplicativos desenvolvidos especialmente para o sistema. Com esses ingredientes devidamente instalados, resta ao público sentar em um banco relativamente espaçoso e curtir a brincadeira com objetos e personagens virtuais que parecem ter invadido o ambiente.

O assento é uma peça-chave para a experiência

Como dá para ver no vídeo mais abaixo, o assento, apesar de parecer comum, é uma peça-chave para a experiência. Afinal, é a partir dele que o software sabe quantas pessoas estão participando da ação e para onde elas estão olhando – além de vibrar quando um bichinho senta ao seu lado durante as sessões de entretenimento. Dependendo do número de integrantes do grupo e de sua configuração no local, a atividade pode mudar drasticamente.

Claro que, para chutar os vestíveis para escanteio, a Disney Research faz com que a cena real e a digital sejam projetadas como uma só em uma imagem espelhada na frente do público – tornando tudo mais simples, amigável e divertido. Ainda não há uma data para que o Disney Bench ganhe uma versão comercial ou surja nos parques da empresa, mas não é difícil imaginar um brinquedo desses moldes ficando disponível no futuro, não é? O projeto deve ser demonstrado aos visitantes da SIGGRAPH 2017 no próximo domingo (30).

Cupons de desconto TecMundo: