A Qualcomm liberou hoje um novo SDK focado em inteligência artificial. Em suma, o “Neural Processing Engine” da empresa vai permitir que aplicações que precisam de mais poder de processamento para atividades de redes neurais (essencialmente inteligência artificial) possam realocar essas necessidades em núcleos ociosos e, com isso, conseguir melhor desempenho.

No fim das contas, o que a Qualcomm está fazendo é, por meio de software, adaptando seus chips para terem um desempenho melhor nesse tipo de atividade, que é significativamente mais pesada do que o que temos hoje em apps e jogos comuns.

O novo SDK permitirá extrair esse poder extra de qualquer chip da linha Snapdragon 8xx ou 6xx

O novo SDK permitirá extrair esse poder extra de qualquer chip da linha Snapdragon 8xx ou 6xx. Portanto, inclusive modelos mais antigos serão beneficiados. Vale destacar que, como os chipsets da Qualcomm estão presentes em 40% dos smartphones em atividade no globo, uma ação como essa pode representar melhoria de desempenho para milhões de usuários.

É interessante notar ainda que o Neural Processing Engine fazia parte da plataforma Zeroth, lançada pela companhia há cerca de um ano. Esse projeto foi descontinuado pela Qualcomm, mas as melhorias para I.A. foram liberadas separadamente.

Agora para todos

Até então, o recurso estava em uso apenas por empresas parceiras, como o Facebook. A empresa de Mark Zuckerberg tem usado isso para melhorar o desempenho de filtros de realidade aumentada nos seus apps para Android. Segundo a Qualcomm, dessa maneira, o Facebook consegue um desempenho cinco vezes maior.

O próximo passo para a fabricante de chips é criar um processador otimizado especificamente para I.A. e, com isso, não precisar mais de “gambiarras” como esse novo SDK. Ainda não há, entretanto, uma data definida para liberação e pode demorar alguns anos para que isso se torne uma realidade nos produtos da companhia.

Contudo, empresas como a Microsoft já estão trabalhando em chips mobile desenvolvidos especialmente para inteligência artificial, e outras já têm projetos e capital levantado para começar a desenvolvimento. Resta saber se a Qualcomm vai chegar atrasada ao final dessa nova corrida.

Cupons de desconto TecMundo: