Um grupo de pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology, o MIT, está trabalhando em uma inteligência artificial capaz de reconhecer comida e, em seguida, recomendar receitas para aquele prato. O usuário faz o upload de uma foto na plataforma e, em alguns instantes, o software retorna com até cinco resultados de receitas.

O projeto se chama Pic2Recipe e ainda está em construção. Mesmo assim, os criadores afirmam que a taxa de acertos da ferramenta é de 65% atualmente e pode melhorar. O TecMundo fez alguns testes com a ferramenta usando exemplos de pratos típicos do inverno brasileiros, tais como canjica de milho e pinhão cozido. Como era esperado, a base de dados da I.A não é tão diversa ainda e não reconheceu esses dois itens.

Em seguida, resolvemos colocar a foto de uma pizza portuguesa, mas as receitas encontradas eram de uma tal “pizza brasileira de tomate fácil”.  Esse resultado é o suficiente para que possamos nos perguntar: a pizza portuguesa que comemos aqui é mesmo portuguesa? Seja como for, o software claramente precisa de melhorias ou de uma base de dados maior.

Contudo, esse é exatamente o problema. Reconhecer comida através de fotos não é tecnicamente mais difícil do que fazer isso com rostos de pessoas, mas a quantidade de imagens públicas desse tipo de produto não é tão abundante na web. Como redes neurais de inteligência artificial normalmente aprendem através de bancos de dados gigantescos, a coisa fica um pouco difícil nessa aplicação.

Sal, manteiga e açúcar

Apesar disso, os criadores conseguiram alguns dados interessantes a partir desse projeto. Por exemplo, eles descobriram que os ingredientes mais comuns nas receitas publicadas na web são sal, manteiga e açúcar. Fora isso, em média, as receitas analisadas contêm nove ingredientes.

“Isso poderia ajudar pessoas a descobrirem o que há em suas comidas quando não há informações nutricionais detalhadas disponíveis”, disse um dos autores da pesquisa, o estudante Nick Hynes.

Cupons de desconto TecMundo: