Pensando em disponibilizar cada vez mais componentes tecnológicos para facilitar o trabalho da polícia, o departamento de defesa de Waukegan, em Chicago, anunciou que vai passar a utilizar um recurso capaz de identificar pessoas perdidas graças a uma inteligência artificial integradas às suas câmeras de corpo.

A novidade é cortesia da Motorola, que está adicionado machine learning por meio da startup Neurala ao equipamento que já é usado pelos policiais (as câmeras de corpo Si500). Um protótipo já está em funcionamento, e caso funcione de maneira correta vai ajudar os agentes da lei a encontrarem pessoas e objetos que estão perdidos.

E como isso tudo vai funcionar na prática?

Segundo informações divulgadas, o sistema funcionaria de modo a permitir que todos os equipamentos conversem entre si e compartilhem informações. Se um policial estiver procurando uma criança perdida e tiver acesso a uma imagem, essa pode ser compartilhada com todos os demais membros da corporação para que também ajudem nessa busca.

Encontrando alguém com o sistema

Um detalhe curioso é que, segundo a Neurala, esse sistema seria capaz de encontrar alguém mesmo que seja usado em grandes multidões. Se isso vai dar certo? Somente o tempo é capaz de dizer.

Cupons de desconto TecMundo: