Você deve conhecer o Project Ara, um projeto da Google que está desenvolvendo um smartphone modular e inclusive já conseguiu produzir um protótipo funcional.

Agora, imagine toda essa liberdade de personalização em um smartwatch. Isso realmente já existe, mas também ainda está em estágio inicial. O aparelho já tem nome, “Blocks”, e os desenvolvedores acabaram de apresentar seu primeiro protótipo em funcionamento.

A startup responsável pelo Blocks mostrou em Londres esse projeto meio “robusto” e apresentou uma série de possibilidades para ele. Obviamente, os relógios Blocks não serão tão esquisitos ou grandes como esse protótipo e a empresa espera poder entregar as primeiras unidades do dispositivo em sua aparência final até o fim do ano.

Primeiro protótipo funcional do Blocks já mostra grandes possibilidades

Financiamento coletivo

Nos próximos meses, o Blocks entrará em algum site de financiamento coletivo, mas não se sabe ainda quanto dinheiro a empresa precisa para fabricar o dispositivo. De qualquer maneira, assim que ele entrar no Kickstarter ou em algum site similar, você poderá ver o que a empresa tem realmente a oferecer com esse projeto.

Os blocos aos quais o nome do smartwatch se refere são as partes da pulseira, que serão construídas com componentes eletrônicos no seu interior. Assim, você pode comprar uma peça principal com uma tela redonda, por exemplo, junto com um dispositivo de conexão WiFi, outro com sensores de movimento ou até mesmo um com GPS ou entrada para chips de operadoras para conexão de dados móvel.

As possibilidades de componentes são intermináveis, mas alguns componentes que podem ajudar bastante nas vendas são as partes da pulseira com baterias extras ou as telas E-ink para quando você precisa de mais autonomia.

Não se sabe ainda exatamente o preço que esse produto terá no exterior, mas a desenvolvedora imagina que um pacote de blocos básico saia por cerca de US$ 200 e um mais completo ou premium ficaria na faixa dos US$ 300 ou 350. O SO deve ser o Android Wear, mas a empresa também está desenvolve seu próprio software, o que deixa esse detalhe um tanto obscuro.

Cupons de desconto TecMundo: