Imagine que você é CEO de uma empresa e que ela fabrica um certo tipo de produto. Agora, pense que você não vê o menor motivo para se utilizar aquele produto que sua companhia produz. Não parece que isso vai acabar muito bem, né?

Pois é o que acontece com o a Huawei e seu CEO Eric Xu Zhijun. Após a empresa ter fabricado o que foi considerado um dos melhores smartwatches da geração passada, seu sucessor – apresentado ao público na última MWC – não parece estar fazendo o mesmo sucesso e, com as recentes (e polêmicas) declarações do CEO da Huawei, dá para entender um pouco o motivo do fracasso.

Relógio inteligente, para quê?

A declaração do CEO pode ser uma bola fora ou um acerto na hora de analisar essa categoria de gadget

Eric Xu Zhijun simplesmente não entende o motivo para se ter um relógio inteligente: “Eu não sou um homem que usa relógios e nunca fui otimista quanto a esse mercado. Na verdade, eu nunca descobri por que precisamos usar smartwatches quando tudo o que precisamos está em nossos telefones”.

Curiosa e polêmica, visto que se trata de um produto com o qual a Huawei trabalha, a declaração do CEO pode ser uma bola fora ou um acerto na hora de analisar essa categoria de gadget.

Foco na saúde

Tendo em vista que a maioria dos relógios inteligentes estão sendo levados por um caminho que foca muito mais em dispositivos para praticantes de exercícios físicos, para monitoramento de batimentos cardíacos ou apenas GPS, talvez o chefão da Huawei não esteja tão equivocado em sua colocação.

O desempenho do Huawei Watch 2 e a declaração do CEO certamente podem alterar o rumo da empresa

Vale ressaltar que isso não indica de maneira nenhuma que a Huawei vai sair ou que pretenda sair do mercado de smartwatches, mas o desempenho do Huawei Watch 2 e a declaração do CEO certamente podem alterar o rumo da empresa no que diz respeito a esse tipo de gadget.

Cupons de desconto TecMundo: