Quando pensamos na palavra smartwatch, normalmente vem à mente um relógio com uma tela sensível ao toque capaz de realizar diversas funções mediante uma conexão com um smartphone. Apesar de esse ser o “padrão” adotado pela maioria das empresas, o Moment traz uma proposta diferente, que dispensa qualquer display — e que, de quebra, quer mudar a maneira como você interage com o mundo.

O dispositivo confia em um único LED multicolorido e em quatro motores para entregar respostas táteis variadas a seu usuário. O sistema é usado não somente para enviar notificações sobre atividades de seu smartphone, mas também para mostrar rotas enquanto você dirige, como uma bússola que ajuda em caminhadas e como uma máquina que ajuda músicos a manterem o ritmo — entre outras funções variadas.

Outra característica única ao Moment é o fato de que ele realmente deixa você sentir o processo de passagem do tempo. Para isso, ele usa seus motores para simular que ponteiros do relógio estão percorrendo sua pele, conciliando suas vibrações de forma a garantir a exatidão do processo.

Promessa para março

O produto é fabricado pela Somatic Labs, empresa baseada nos Estados Unidos que garante que sua tecnologia é extremamente precisa. No entanto, ela é ciente das limitações que a falta de uma tela impõe: as notificações com as quais o smartwatch é capaz de trabalhar são limitadas, mesmo que você possa atribuir um padrão de vibração específico a cada pessoa em sua lista de contatos.

Infelizmente, ainda não é possível testar por conta própria se o Moment consegue entregar aquilo que promete. Atualmente em período de pré-venda por US$ 179 (R$ 600) em seu site oficial, o aparelho só deve chegar às lojas em março de 2017 — quando isso acontecer, aqueles interessados em garantir uma cópia vão ter que pagar US$ 229, ou R$ 767.

Cupons de desconto TecMundo: