Se você toca algum instrumento ou é membro de uma banda, sabe que o ritmo da bateria o orienta para tocar a música. Mas e quando não há baterista? E quando você está praticando sozinho? É possível treinar, mas não da mesma forma.

A proposta de Soundbrenner Pulse é justamente auxiliar os músicos a programarem a batida desejada em uma pulseira inteligente, que vibra até seis vezes mais forte que um smartphone convencional para simular o ritmo de uma música. Em outras palavras, as vibrações do dispositivo guiam os artistas sem fazer barulho.

Personalizável, mas não é um smartwatch

Há muitos elementos customizáveis no Pulse, como as cores dos leds, a força da vibração e o ritmo da batida. É possível conectá-lo via Bluetooth com um smartphone para personalizar o BPM (batida por minuto) da maneira que quiser. Caso a pessoa queira acelerar ou diminuir o ritmo de uma maneira mais prática, basta girar o disco da pulseira.

O mais legal é que se o usuário tem uma batida própria, ele pode reproduzi-la no smartphone para se orientar pelo Pulse. Até dez pulseiras podem estar sincronizadas em um mesmo aparelho, garantindo que uma banda esteja sincronizada com o que toca.

Apesar de possuir recursos legais, o Pulse não é um relógio inteligente ou uma pulseira fitness, ou seja, não vê horas, não recebe mensagens, não mostra o clima ou qualquer outra coisa assim, apenas ajuda as pessoas que tocam instrumentos com o BPM.

Quanto? Quando?

Por ora, a previsão de lançamento é para novembro, com o preço sugerido de US$ 149 (cerca de R$ 475). O produto ainda não começou a ser produzido, pois está arrecadando fundos no Indiegoo, com uma meta de US$ 75 mil (R$ 240 mil). Se interessou pela ideia?

Cupons de desconto TecMundo: