Fonte da imagem: Wikipédia.

Depois de circular como mais uma especulação de boicote ao Windows, o deputado  Ilia Ponomarev confirmou à AFP que a Rússia tem interesse em desenvolver um sistema operacional próprio. O motivo do projeto não é atingir a Microsoft ou algo do gênero, e sim cortar custos. Além disso, o governo russo pretende aprimorar sua segurança computacional e aumentar sua independência tecnológica dos EUA.

A base para a plataforma russa será o bom e velho Linux. Estão sendo empregados aproximadamente 4,9 milhões de dólares neste projeto, o qual deve substituir o Windows em todos os departamentos governamentais depois de finalizado.

Em junho deste ano os governantes do Reino Unido também declararam interesse em construir ferramentas livres para substituir o sistema operacional da Microsoft. Assim como os russos, a intenção dos britânicos é economizar verba em licenças de softwares.

Estaria se formando um complô contra a empresa de Bill Gates? Essa possibilidade é muito remota, o mais provável é que os países estejam tentando se reerguer depois de uma das piores crises econômicas da história.

Cupons de desconto TecMundo: