Pelo jeito, a maioria das pessoas não se importa com esse combate. (Fonte da imagem: iPhone Tuga)

Um novo estudo da Accenture mostrou que pelo menos dois terços dos usuários atuais de smartphones ou tablets não possuem fidelidade às marcas que utilizam e não se importam com o sistema operacional rodando em seus dispositivos. Para essas pessoas, é a praticidade do dispositivo e as possibilidades levantadas por eles o que realmente importam.

Mais do que isso, quase metade desse total não hesitaria em trocar de dispositivo se percebesse que um aparelho ou sistema rival traz experiências melhores ou se provasse mais inovador e útil. Na opinião da Accenture, o estudo serve como uma má notícia para Apple e Google e acende mais um fogo de esperança no coração da Microsoft e outras desenvolvedoras menores.

Entre as razões para mudança mais apontadas pelos entrevistados estão custos menores, facilidade, preocupação com segurança e sincronizações mais simples com o sistema de som de automóveis. E mesmo a perda total de aplicativos, músicas e entretenimento comprados em uma plataforma poderia ser tolerada caso a concorrência oferecesse soluções relevantes e melhores.

Usuários hardcore

A Accenture também apontou o perfil dos heavy users, aqueles dedicados à tecnologia e a uma única plataforma. De acordo com a consultoria, menos de um terço dos entrevistados possuem pelo menos dois dispositivos rodando um mesmo sistema operacional, o suficiente para constituir fidelidade a uma determinada marca.

E a pesquisa trouxe ainda mais uma revelação: entre a amostra de heavy users, 17% acreditam que é essencial possuir todos ou, pelo menos, a maioria dos dispositivos que rodem um mesmo sistema operacional. Aqui, provavelmente, estamos falando de usuários da Apple, já que comprar tudo o que roda Android não vai ser fácil para ninguém.

Cupons de desconto TecMundo: