Nada de touchscreen (Fonte da imagem: Reprodução/Steven Troughton-Smith)

Há alguns anos, os smartphones eram bem diferentes dos que conhecemos hoje. E uma prova disso está no Google Sooner: um dispositivo que faz parte do início da introdução do Google no universo dos celulares e dos sistemas operacionais.

No entanto, nesse protótipo, o touchscreen ou os aplicativos para Android ainda estavam um pouco distantes de se tornarem realidade. Prova disso está na análise feita pelo desenvolvedor Steven Troughton-Smith que, em seu blog, apresentou os testes que realizou no aparelho.

Segundo Smith, o Google Sooner, no lugar da tela inicial, apresentava apenas um grande relógio e um popup com uma barra de pesquisa. Além disso, o menu de aplicativos foi construído para ser navegado apenas por meio de um teclado.

Baseado nessas e outras análises, o desenvolvedor afirmou que era claro que o Android estava sendo produzido de uma forma bem diferente da conhecida atualmente, seguindo mais a linha do Symbian e do BlackBerry. Assim, com o lançamento do iPhone, o Google mudou todo o conceito inicial do sistema operacional e fez com que ele acompanhasse outras exigências do mercado.

Em contrapartida a essas afirmações, um membro do grupo de engenheiros do Android, Diane Hackthorn, disse ao OS News que esteve presente no desenvolvimento do sistema operacional desde 2006 e que acredita que a decisão de parar com o desenvolvimento do Sooner foi tomada por diferentes motivos, ainda antes do lançamento do iPhone.

Fonte: The Verge, Steven Troughton-Smith e OS News

Cupons de desconto TecMundo: